BRONZE BABPEAPAZ

O velho cigano e sua amada

3542359763?profile=original

O velho cigano e sua amada

 

O velho cigano dormitava

Seus negros olhos acariciavam

Sonhando com a amada relembrava

Seu corpo vibrante o encantava

 

Bailava para ele, reluzente

Atraindo com a volúpia, sendo inocente

Seu corpo era como a chama da fogueira

Queimava no desejo pela cigana em sua mente

 

A convidou para dançar fazendo sentir seu desejo

A libido espalhou entre os casais que bailavam

A música entrava em seus inconscientes e hipnotizava

Os mais velhos casais observavam e sorriam satisfeitos

 

O cigano via sua vida inteira repassando

Sua esposa dando-lhe muitos filhos saudáveis

Os netos correndo pelo acampamento

Os casamentos dos netos e bisnetos nascendo

 

A tradição sendo respeitada pelos seus, sendo repassada aos jovens

Sentiu novamente a dor da saudade pela esposa falecida

Olhou o campo sentindo o perfume de flores como de sua amada

Ela bailando nas flores, sorrindo e dançando para ele

 

O velho cigano sorri e se sente pleno

Violinos ciganos tocam suaves e entristecidos

Cheiro de plantas agradáveis no ar do acampamento

 

A sabedoria repassada pelos mais velhos

Sempre escutando os conselhos ee ensinamentos

No infinito, com o brilho das estrelas, o velho cigano e sua amada dançavam

Missão cumprida

 

Dione Fonseca

MG Brasil

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.