FOGO DE AMOR


3542368363?profile=original

default.jpg

O fogo é de alabastro,

preciosidade que o luar cinzela

na adjacência das noites sereníssimas.

enquanto as faúlhas pululam

em todas as latitudes e longitudes

dos anais da história,

centelhas de vagalumes a inundar o infinito.

Na placidez tépida das noites mornas

há braços no ar, palmas que trovejam

danças que embriagam,

cantares que desatam nós intrincados

e olhares lascivos que se cruzam e interpretam

mensagens que o silêncio carrega.

Aqui um sinal sem mácula.

Além um olhar sem maldade.

Mais longe uma fala mágica.

Algures um sentimento que se define,

e mostra, 

e ganha forma e tamanho.

Não há luz que aquiete as sombras.

Não há sinal que delimite os desejos.

Não há modo de calar a paixão.

O fogo, a fogueira, a luz, o calor

é tudo em todos,

como o amor!

default.jpg

Em 06.Jul.2017

PC

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.