DIAMANTE BABPEAPAZ

Trívioletra TC & TS : IBEJI (Concluído)

3542370129?profile=original

TRÍVIOLETRA TC: IBEJI

I nfância e duplo // Ébano e Marfim // Oni! rito_raiz  (5)

B arro do Mundo // Voduns dos djedje  // sagrados apoios Fon  (4)

E rês criançada! alegria! // Simplicidade // doce Doum (2)

J eje-nagô orixás // o bem e o bom // Amor e Paz. (3)

I lê_Axé // COSME E DAMIÃO // Energia_ Ibeji (1)

Laís Müller - 1,5

Chantal Fournet -2,4

João Furtado - 3

TRÍVIOLETRA TS: IBEJI

I lê_Axé // COSME E DAMIÃO // Energia_ Ibeji (1)

E rês criançada! alegria! // Simplicidade // doce Doum (2)

J eje-nagô orixás // o bem e o bom // Amor e Paz. (3)

B arro do Mundo // Voduns dos djedje  // sagrados apoios Fon  (4)

I nfância e duplo // Ébano e Marfim // Oni! rito_raiz  (5)

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

    • BRONZE BABPEAPAZ

      Poeta Joao Furtado fico espantada de saber isso! sobertudo vindo de ti que nos brindas sempre com contos onde se nota tanta Tradição oral e saberes...!

      Penso que TALVEZ  tenha sido pela looooonga colonização e a Religião Cristã ter tido muita força no conjunto Estado/Religião que foram muito abafadas as diferentes tradições e crenças Indígenas autóctones... poderá ter sido isso!!

      Por outro lado a incrível dimensão Territorial do Brasil tambem ajudou a que a liberdade das crenças se mantivessem enraízadas e nunca perdessem a força própria........

      Beijos de poesiaaaaa e Amizade

      Chantal

      PS fui ver o que significa Jeje!!!!!!!!!!!! kkkkkkkkkkkk71.gif

      3544400321?profile=original

    • Maria-José

      Efetivamente aprendi muito ouvido histórias de pessoas “vindas” de várias partes do mundo para a Ilha de Príncipe. Cheguei a pagar para as ouvir... e com as minhas refeições, não importava ficar com fome. Também li muito e muito... Na Ilha onde cresci falava-se muito de forças e poderes sobrenaturais. Acho que as Entidades não eram simplesmente nomeadas...


      Beijos

      João Furtado

    • DIAMANTE BABPEAPAZ

      Os deuses nada mais são que Entidades que guardam os povos , ou o que for de sua guarda...

      O povo Nagô no Brasil foi coibido de exercer livremente a sua crença....e talvez por isto....conhecimentos milenares foram repassados de geração em geração

      e assim perpetuados...

      Ogum, Oxum, Xangô, Iansã, Oxossi, Iemanjá e Oxalá

      são cultuados até os dias de hoje, mesmo que através do sincretismo , sejam os nomes diferentes...mas as Entidades são as mesmas...

      beijos João Furtado

    • BRONZE BABPEAPAZ

      3544403860?profile=original

      A riqueza informativa e cultural só engrandece nossos Poemas e cada pessoa que a ela tem acesso!

      Grata pelo momento que se vive querida Poetisa Laís Müller! Sejam momentos científicos culturais etnográficos sonoros e tudo o mais....... é ISTO que entre muitas coisas o Trívioletra nos permite: ABRIR MENTES!!

      Imagino que Prof. Marco Bastos aqui neste momento encontraria um léxico adequado e engaçado!!! rsrs 

      Mas penso que mais encontrariam como Paolo Lim!!!!!

      Entretanto nesse aspecto do sincretismo inter-religioso, aconteceu exactamente isso na Europa, entre a Religião Celta e a Cristã

      E em Portugal, aquando da perseguiçao dos Judeus, houve um núcleo que sobreviveu em Belmonte (terra natal de Pedro Alvares Cabral!!) que manteve secretamente toda a parte cultural e religiosa sempre: osJudeus Marranos!

      Beijos

      Chantal

    • DIAMANTE BABPEAPAZ

      Querido João, não se preocupe que já vou retirar o e.

      Mas aqui no Brasil, esta cultura é vastamente difundida, acariciada e valorizada... não conheço quem não faça a sua oferenda particular, para Ogum, Oxum, Oxossi, Xangô, Iansã, Yemanjá e Oxalá.

      Talvez por ser coibida por aqui, onde os povos nagôs não puderam exercer a sua liberdade de expressão, é uma força conhecida e ao mesmo tempo disfarçada por muitos. Uns rechaçam,  outros reverenciam os conhecimentos milenares...

      Uma riquíssima cultura, uma sapiência vasta veio a ser transmitida pelos povos que aqui aportaram, sem querer.

      Os deuses nada mais são que Entidades que se desvelam pelos povos que são de sua guarda, e jamais prefeririam uma terra à outra...

      Tanto na África, como no Brasil, com extensão à Portugal!!!!!

      beijos e jinhos!!!!

  • BRONZE BABPEAPAZ

    E rês criançada! alegria! // Simplicidade // doce Doum (2)

    Chantal Fournet - 2

    achei lindissimooooo!!! 5.gif

    YouTube
    • DIAMANTE BABPEAPAZ

      Agora valeu!!!!!

      é preciso viver em Portugal para conhecer as raízes brasileiras????

      Homenagem para todas as crianças, Trívioletristas ou não ....

      Crianças doces da Tradição!!!!!!

      Beijada e Jinhos

      Todos juntos!!!!!!!

      Grata pelo maravilhoso terceto, bem como pela União até musical!!!!!

      3544371457?profile=original

      YouTube
    • BRONZE BABPEAPAZ

      Sou lentaaaaaaa!! rsrs

      Acabei de o fazer... Gostas?! rs

      Sabes lembrei-me que havia algo que me entusiasmava com a MIL: o MEDALHÃO com que nos cumprimentava/cumprimenta em Antologia Imagem e Literatura!!!!! e tentei...... longe da tecnica e beleza dela clarooooooooooo!!!! 

      beijinhos

      Chantal

      3544391376?profile=original

      YouTube
  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Salve os Ibejis!!!!!

    Hoje é um dia de doces!!!!!

    No sincretismo,  Cosme e Damião!!!!!!

    Oni beijada!

    3544079612?profile=original

    Ibêji é formado a partir do princípio básico da dualidade. Entre as divindades africanas, Ibêji é o que indica a contradição, os opostos que caminham juntos. Ibêji mostra que todas as coisas, em todas as circunstâncias, têm dois lados, e que a justiça só pode ser feita se as duas medidas forem pesadas, se os dois lados forem ouvidos sob os mesmos critérios. É a divindade da brincadeira, da alegria, sua regência está ligada à infância, a alegria, a inocência e a ingenuidade.

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    lê_Axé // COSME E DAMIÃO // Energia_ Ibeji (1)

    Laís Müller -1

This reply was deleted.