BRONZE BABPEAPAZ

Este poema é feito para homenagear o povo da Guatemala, em sofrimento. Sugestão de leitura: Os sonetos do Poeta Rafael Mérida, onde ele explica os nomes dos vulcões e demais enredo em torno dos Vulcões da Guatemala sobretudo o que rebentou....

http://peapaz.ning.com/profiles/blogs/la-furia-del-volcan?xg_source=activity

Poema Trívioletra TC & TS: VOLCAN

Poema Trívioletra TS: VOLCAN

V ento e cinza // fogo em erupção // dor chorando morte. (2)

O bedece frágil // Fuego rasga em sangue // - Ainda há vida na cinza! (6)

L eva a vida // impotência crucial // pó_poeira_dó (5)

C eifeiro da morte // É FÚRIA DESBOCADA // cinzas de fogo (1)

gua cinzas fluxo // Rochas derretidas // morte da aldeias (4)

N uvens plúmbeas surgem // lavas zurzem // azougando o chão (3)

Chantal Fournet - 1,7

Rafael Mérida - 2, 4

Laís Müller - 3, 5

Poema Trívioletra TS: VOLCAN

C eifeiro da morte // É FÚRIA DESBOCADA // cinzas de fogo (1)

V ento e cinza // fogo em erupção // dor chorando morte. (2)

uvens plúmbeas surgem // lavas zurzem // azougando o chão (3)

A gua cinzas fluxo // Rochas derretidas // morte da aldeias (4)

eva a vida // impotência crucial // pó_poeira_dó (5)

O bedece frágil // Fuego rasga em sangue // - Ainda há vida na cinza! (6)

3542375698?profile=original

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • BRONZE BABPEAPAZ

    O bedece frágil // Fuego rasga em sangue // - Ainda há vida na cinza! (6)

    Chantal Fournet - 6

  • BRONZE BABPEAPAZ

    Queridos Poetas Laís Müller e Rafael Mérida

    Quero desculpar-me por não entrar nos diálogos e não ter participado mais. Mas tenho estado a ajudar nossa Mestra Silvia Mota, na fusão do Peapaz com o Site de Belas Artes Belas e não consigo fazer melhor!! Claro que minha ajuda é fraca, mas à medida do que eu posso! Trato só do nosso Grupo Trívioletra!! 

    Mas a tarefa é grande! Felizmente que Silvia tem umas ajudas maiores que a minha!! kkkkkkkkk

    Fiquei muito feliz com as vossas participações neste VOLCAN e em ESPELHO!! Espelho está ficando requintado no conceito da Gestalt! Isso deixa-me muito feliz muito satisfeita!

    Tambem saber que as regras estão debaixo da vossa visão, deixa-me muito serena! pois qualquer poeta pode avisar um outro de que algo falha ou de letra ou de regra ou de sentido!!

    Nosso Grupo segue com saúde e ritmo! Precisamos de "picar" nossos poetas ausentes rsrssss!!! Esperava que nosso poeta João participasse em VOLCAN mas não deve ter podido!

    Beijos de poesiaaaaaaa

    Chantal Fournet

    3544167243?profile=original

     Rafael Mérida Cruz-Lascano  12 de Junho 2018

     "Você não pode mais chorar. Minúscula nuvem frágil da areia, rio de cinzas à procura de morte
    aldeias, ruas, casa em busca de um apice de ar puro.
    uma lava escorrega beco cabelo, como pessoas... 

    correm, correm, correm, impossíveis!

    Eles estão enterrados no chão que, quando resfria, ...

    cai. isso se torna pedra."  Rafael Mérida Cruz-Lascano 

     

     

    Discussões de Rafael Mérida Cruz-Lascano
    Discussões de Rafael Mérida Cruz-Lascano | Saber com Dignidade, Ética e Respeito, sob os cânones do Amor e da Paz, por um meio social mais justo
  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    L eva a vida // impotência crucial // pó_poeira_dó (5)

    Laís Müller- 5

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

     N uvens plúmbeas surgem // lavas zurzem // azougando o chão (3)

     

     Laís Müller -3

  • BRONZE BABPEAPAZ

    C eifeiro da morte // É FÚRIA DESBOCADA // cinzas de fogo (1)

    Chantal Fournet - 1

This reply was deleted.