BRONZE BABPEAPAZ

3542373723?profile=original

POEMA TRÍVIOLETRA (TC): AURORA

A udácia natural // ventre em esplendor //  vital flama (2)

U m novo amanecer // Quando eu vou ver // multidão fría (6)

R omeu velho bastão // Julieta borda idade // eterno amor. (5)

rvalho ungido // matas coloridas // pólen amarelo (3)

R asto perfumado // ROMPE A MADRUGADA // nela colhe a flor (1)

mantes  separam // corpos saciados // Desponta o sol (4)

Chantal Fournet - 1

Laís Müller - 2

António Domingos- 3  

Dione Fonseca - 4

João Furtado - 5

Rafael Mérida - 6

POEMA TRÍVIOLETRA (TS): AURORA

asto perfumado // ROMPE A MADRUGADA // nela colhe a flor (1)

A udácia natural // ventre em esplendor //  vital flama (2)

O rvalho ungido  // matas coloridas // pólen amarelo (3)

mantes  separam // corpos saciados // Desponta o sol (4)

R omeu velho bastão // Julieta borda idade // eterno amor. (5)

U m novo amanecer // Quando eu vou ver // multidão fría (6)

 

3542374034?profile=original

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.