NÁUFRAGA!

Soçobro em alto mar! Perdi tudo o que quis,,,Agora vivo assim, como se fora atriz,Nas altas ondas vou. Eu vivo por um triz,Ao léu eu jogo o véu E vou sem diretriz!Sorvendo o amargo fel, já fiz e já desfiz...Ferido está meu ser! Sou pura cicatriz!Feliz já fui matriz, mas quem me vê não diz...Hoje naufrago só, Não quis mais ter raiz...Não quis mais ser feliz! Sou só um aprendiz!Em mim sepulto assim os versos que não fiz!AI!!!!!!!!!!!!SERA ASSIM?????????

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Nossa, esta muito bonito mesmo!

    Como conseguistes rimar todo o poema igual sem perder a fluência? rs

    O sentimento que expressas é tão claro e muito incomparável, descritivel por poucos!

    Muito bom!

    beijos e
    abraços,
  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Uauuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!! Belíssimo enredo! Especialíssimo poema!

    Somente duas observações (rsrsrs):

    1 - Quanto às rimas: Usaste rima única em todo o Sonetim, quando deveria ser: AAAA // BBB // AA // B - Portanto, conseguiste realizar um Sonetim mais difícil do que o meu... kkkkk

    2 - Ao primeiro verso do quarteto, o segundo hemistíquio ficou sem rima das palavras entre si: "Perdi tudo o que quis"

    Nos demais primeiros versos fizeste corretamente:
    (no terceto): "já fiz e já desfiz"
    (no dístico): "Não quis mais ter raiz"

    O poema está tão bonito, que vale a pena deixá-lo da forma como está. Mudá-lo significaria, talvez, mudar a sua essência.

    Surgiu-me uma ideia, agora: quando apresentei o Sonetim, deixei em aberto (ainda para ser resolvido) qual seria o destino do segundo hemistíquio do seu último verso. Embora tenha optado, até o momento, por rimar o primeiro hemistíquio acho que facilitarei as coisas: deixarei para os poetas decidirem se irão rimar os primeiros ou os segundos hemistíquios, para não prender muito a criatividade. No teu poema rimaste o primeiro: " Em MIM sepulto ASSIM". Ficou lindo! O que achas?

    Respeito muito teu trabalho, assim como o de todos os poetas e escritores da PEAPAZ.
    Obrigada, pelo carinho.
    Beijossssssss

This reply was deleted.