Todos os posts (5)

DIAMANTE BABPEAPAZ

Escrava do teu alvedrio

Escrava do teu alvedrio

Dos céus furtei meu dom de engalanar os anjos,
gemidos de poeta, olor de flor no cio...
Enquanto em mim o Amor refaz-se ao som de banjos,
Dos céus furtei meu dom de engalanar os anjos.
Ao falo desse olhar sou vítima de arranjo

Saiba mais…
Comentários: 2
DIAMANTE BABPEAPAZ

Aonde, a Paz?

Aonde, a Paz?

Ao procurar a Paz na Lua em dulce hora,
desnudo-me à luz de aurifulgente estrela.
Há sonho encantador, há vôo em tom de aurora,
ao procurar a Paz na Lua em dulce hora.
Irônico poente, o céu em mim decora
os traços do infinito onde não p

Saiba mais…
Comentários: 1
DIAMANTE BABPEAPAZ

Ao luar

Ao luar

Em banho principesco a deleitar dolente,
Luar em alma e cor – sou beijo rouxinol...
És barco em despedida, és choro à luz poente,
Em banho principesco a deleitar dolente.
Conquisto aroma em flor, amor efervescente
E abraço em braço cruz o céu

Saiba mais…
Comentários: 1
DIAMANTE BABPEAPAZ

Pelas estrelas...

Pelas estrelas...

 

Retoco no meu pranto a luz do céu orvalho

e um pensamento intenso ajunta-me às estrelas

numa oração de Paz à sombra do carvalho.

Retoco no meu pranto a luz do céu orvalho

enquanto peregrino. Escolho meu atalho

nas vigas do Univers

Saiba mais…
Comentários: 1
DIAMANTE BABPEAPAZ

Eu rosa aos teus beijos

Eu rosa aos teus beijos

U'a pétala de chuva em alma aveludada...
À luz da escuridão, negrume das estrelas,
Sou píncaro do Amor - em flor inadequada!
U'a pétala de chuva em alma aveludada...
Aos beijos que me dás sou tudo em quase nada,
Poeiras do inf

Saiba mais…
Comentários: 1