Muito bom BABPEAPAZ

Um sonho que se foi...

Um sonho que se foi...
Adentro a madrugada silenciosa
em busca desse sonho fugidio...
Tem cor de azul anil tão melindrosa,
o sonho que me causa arrepio.
Não sei por qual estrela vai meu cio
a resvalar na chuva graciosa...
Adentro a madrugada silenciosa
em busca desse sonho fugidio.
Sou dor entrecortada, sou formosa,
um mito de saudade – não sorrio...
Aspiro a Primavera toda prosa,
enxugo o pranto em luto e num vazio,
adentro a madrugada silenciosa.
Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz
Rio de Janeiro, 27 de outubro de2012 – 1h58

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas