DIAMANTE BABPEAPAZ

Deve ser a madrugada...

Deve ser a madrugada...

cor ardente, à madrugada
fujo e levo meu deserto,
riso jóia, sonho fada,
deixo o mundo boquiaberto.

dança antiga faço nova,
tiro véus, requebro nua,
rodopio, ponho à prova
teu desejo em ter-me crua.

Rio de Janeiro, 20 de dezembro de 2011 - 16h54

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas