DIAMANTE BABPEAPAZ

Poetrix, meu cãozinho guloso

Ai! que guloseima mais quente!
Meu cão Poetrix, bem valente,
                   guloso, injuriado,
                   destroça, atacado...
e, se a boca queima, nem sente!
Limerique II
Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz
Cabo Frio, 9 de julho de 2009 – 20h09
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas