Muito bom BABPEAPAZ

Toque

Toque

 

Não falarei de rosas ou crisântemos

neste mundo devastado pela chuva,

onde tropeço em esqueletos

alinhados no chão.

Chamo corrupção

a esse mal insano

cortado em róseas auréolas

mastigadas a sangue frio

bem à frente dos meus olhos,

na mesma rua onde moro. 

 

Seja qual for meu protesto

contra as histórias sem futuro,

assisto bocas sem dentes

que sorriem ao falso riso.

Chamo incultura

aos sonhos obesos

plantados em terra de fins lucrativos,

mas cortados prematuramente

ao surgir do novo amanhecer

por cimitarras desprovidas de ética. 

 

Lembram-se – ao menos –

daqueles que tocaram?

 

Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas