DIAMANTE BABPEAPAZ

Acróstico [sou eu]

Acróstico [sou eu]


A_mante minha, enternecida e linda,
C_horas nas iniciais de um casto nome,
R_efazendo em cada verso a tua dor.
Ó_cio da saudade que te embala,
S_ilencio teu furor insano, intenso,
T_ua calma provoco e inquieto, cético,
I_nvento novo tempo em cada rima.
C_ria-me fluente e, na orgia do teu dom,
O_scula-me em cada som dos teus momentos...

Rio de Janeiro, 3 de setembro de 2009 – 1h22

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • OURO BABPEAPAZ

    O segundo verso não entendi.

    Muito bonito. Parabéns.

    • DIAMANTE BABPEAPAZ

      "C_horas nas iniciais de um casto nome"

      Acrósticos se perfazem com uma palavra ou um nome dispostos na vertical. Essas palavras são as iniciais de cada verso.

      Neste poema, o próprio acróstico fala comigo.

      Beijossssssssssssssss

       

    • OURO BABPEAPAZ

      Está certo. Obrigada. Grin.gif

This reply was deleted.