DA TERRA SOU E SOU EMIGRANTE

http://joaopcfurtado.blogspot.com/2015/01/da-terra-sou-e-sou-emigrante-meu.html

DA TERRA SOU E SOU EMIGRANTE

Da terra sou e sou emigrante  
E volto e espero recepção         
Na mala saudade gigante        
Que aperto está no coração     

 

A minha badia com razão       
Está certamente carente          
Da terra sou e sou emigrante  
E volto e espero recepção       

Levei sonhos volto pedinte     
Única riqueza é a atenção       
E a fé de que sou tanto crente
Apenas nada, nem pensão      
Da terra sou e sou emigrante...

 

João Pereira Correia Furtado

Praia, 17 de Janeiro de 2015
http://joaopcfurtado.blogspot.com

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.