Poetisa e Escritora

O pó das estrelas

O pó das estrelas

Passei neste caminho há muito tempo,
Há milhares de anos percorridos,
Algo ficou que por mim foi reconhecido...

Estas nuvens, a luz, a vida,
Crianças correndo,
Injustiças acontecendo...

Meus filhos, meus amores,
Bichinhos de estimação.
Encontros, adeus, dores e saudades...

Foi ontem, na noite do passado,
Que se encaminha para o dia de amanhã,
Que reinterpretei meus sonhos...

E aprendi algo mais:
Hoje sou mais que pedra, planta e animal,
Sou um ser que se resgata...

Na matéria, sou como o pó das estrelas,
Feita de zinco, cobre e cal,
Meu espírito é o elo da essência universal...

Arlete Deretti Fernandes

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.