QUANDO AS FOLHAS SECAS CAEM

3542368033?profile=original

QUANDO AS FOLHAS SECAS CAEM

 

Esquecemo-nos às vezes,

O que é preciso conhecer

Sobre o que nos vai à alma,

Para em segredo se dizer.

 

É visto que a vida corre,

E aos que nos ladeiam,

Como estão sempre cá,

Falta o amor que anseiam.

 

Em algum dia tudo se vai,

O que era não mais será,

Como a folha seca que cai,

O Tempo invisível levará.

 

Queria eu poder cuidar de ti,

Tal a folha seca já não posso

Qual bordo outonal te perdi...

Esperar por ela vão regresso.

Segue ágil o rio como benção,

Murmúrios em seu caminho,

Mãos de sombras como unção,

 

Vão pensando todas as feridas

Abertas, doridas, em cada peito,

Herdadas de nossa própria vida.

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • 3544053920?profile=original

    À querida amiga Lúcia Cláudia,

    Muito grato por sua visita e leitura ao meu pretenso poema Quando as Folhas Secas Caem.

This reply was deleted.