O gatinho branquinho

3542269146?profile=original

Esticado no murinho,

dormindo alongadinho,

estou eu,

o preguiçoso gatinho branquinho.

 

Se um barulhinho você fizer,

eu posso até olhar,

porém não por muito tempo,

pois meu soninho,

está a me embalar.

 

Sonho entre minhas aventuras,

que um inseto vou pegar.

 

Quando acordo todo formoso,

meu corpinho vou alongar.

 

Despertei e agora o que vou fazer?

Acho que no telhado vou saltar.

 

Viro o pescocinho assustado,

quando ouço um barulhinho muito forte,

mas não é tão importante.

Puxa como tenho sorte!

 

Desvio do bravo cão,

saio correndo ligeiro,

mas não se preocupe,

o perigo é meu parceiro.

 

O leitinho é uma refeição que me atraí

e, ao tomá-lo, sinto-me um leão poderoso.

Hum, como é gostoso!

 

Ainda sou pequeno e indefeso

e a curiosidade me atrai;

o que está ao meu redor me distrai.

 

Bem, se não tenho nada para fazer,

retorno ao meu delicioso soninho,

pois como todo filhote,

dormir para mim é um carinho.

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Obrigado amigos pelos comentários e carinho.

    Abraço

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Que graça, o teu poema!

    Adorei!

    Beijosssssssssss

    P.S. Tens Facebook e/ou Twitter?

    Teus poemas são divulgados nas redes sociais.

This reply was deleted.