VISITA AO CEMITÉRIO

VISITA AO CEMITÉRIO

Fui ao campo santo

E quase me desesperei

Não sei dizer o quanto

Mas falo muito sincero.

Lembrei-me dos do passado

Revi suas fisionomias

Fiquei desconcertado

Chorar somente era o que eu queria.

Bem no centro da necrópole

Passei a olhar os jazigos

Revestidos de cimento

Para os restos mortais eram abrigos.

Mas pensei comigo mesmo

"Por que ficar desiludido?"

Com coragem ou com medo

A vida continua é prelúdio.

Na visita ao cemitério

Muito fiquei a pensar

Todos têm o caminho certo

Portanto, vamos viver e se alegrar.

Autor: Antonio Cícero da Silva(Águia)

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Viver corajosamente deve ser nosso lema.

    Parabéns, pelos versos!

    Beijossssssssss

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    A vida é uma incógnita, um grande mistério, mas a morte é certa, então toca viver os sonhos e quimeras!

    Querido amigo e poeta Antonio Cícero, um prazer enorme te ler, parabéns pelos belíssimos versos, bjs MIL.

    • Minha caríssima amiga poetisa Maria Iraci. Grato, por tão belas e reais palavras... Fraternos abraços...

This reply was deleted.