DIAMANTE BABPEAPAZ

Sobre a biologia do amor (Parte 1) - Humberto Maturana

AMOR - o início de tudo!

Sobre a biologia do amor

- Parte 1 -


3542329432?profile=original "O recém-nascido não nasce no medo ou na agressão, nasce na confiança em que há um adulto amoroso que o espera para acolhê-lo, assim como a borboleta que ao sair do casulo nasce confiante em que haverá flores e néctar que farão possível a sua vida. O recém-nascido parece dizer: aqui estou, ame-me e serei um adulto amoroso; o menino ou a menina que chega à creche, ou ao jardim da infância, ou à escola, ou à universidade, a menos que haja sido criado na agressão, na desconfiança, na competição ou na ambição, diz o mesmo e deseja o mesmo. Vivemos numa cultura que consciente e inconscientemente cultiva a agressão, e se não queremos que os descendentes dos nossos filhos dêem origem ao Homo sapiens agressans, temos de viver intencionalmente com eles como o que ainda somos, Homo sapiens amans, Homo sapiens que vivem no respeito por si mesmos e pelos outros, com consciência social e responsabilidade ética." (p. 168).

3542329551?profile=original
MATURANA. Humberto. Formação humana e capacitação.

Existem tantas definições de amor... mas isto é o início de tudo!

Sinopse da obra:

A tarefa da educação é formar seres humanos para o presente, para qualquer presente, seres nos quais qualquer outro ser humano possa confiar e respeitar, seres capazes de pensar tudo o que é preciso como um ato responsável a partir de sua consciência social. A obra relata a experiência da prática das reflexões de Humberto Marutana acerca da biologia e da educação, em cursos e oficinas de "Formação humana e capacitação" organizados com a colaboração de Sima Nisis de Rezepka.

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –