Sentir Eterno

 

 3542159243?profile=original

Uma brisa leve toca meu rosto
Em momentos breves, e soltos,
Pensamentos loucos... Perdidos.
Pairando no ar... Voando ao vento!

Ao mesmo instante que me conduz.
Abro as janelas, e de fora se introduz,
Um suave luar que me seduz.
Quando sinto, a tua presença, que reluz!

E as lembranças que deixaram saudades,
A toda hora vêem... Transpassa e invade.
Relembra as mais deslumbrantes belezas,
De um só tempo de intensa felicidade.

E calmamente, então, eu me posto,
Aninhado no macio do teu colo,
E em teus braços fico enlaçado,
Coração e mente rendidos.

Se há um sinônimo para a pureza,
Não haverá dúvidas e sim certeza!
E teu encanto. Plena de luz,
Estou fazendo, o sinal da cruz!

Rogo neste sentir bonito e profundo...
Em todas as idades e intensidades,
Pelas ruas, avenidas, vilas, cidades,
Ano a ano, renascendo... O mundo!

Que se projeta pelos teus e meus olhos

Nice Aranha & Hildebrando Menezes

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –