SEM SAIDA

3542259532?profile=original

 
Você poderá não mais me aparecer
Poderá até descortinar outros horizontes
Sair de perto dos meus astutos olhares
Tentar dissimular e ficar bem distante

E tentar sumir neste mundo sem fim
Se tentar, pode até esquecer-se de mim
Mesmo tente de tudo pela terra e pelo ar
Não vai conseguir... De nada irá adiantar

Viverá em meu corpo e em minha mente
Você será meu! ... Para todo o sempre
Estará em cada olhar despreocupado
E a cada despertar, estarei por perto

Em cada enigmático sorriso
Eu estarei ali bem presente
A cada vez que a tristeza chegar
Você vai, não tem jeito... Se lembrar

Em cada sonho que dormindo vier a ter
Serei o seu acordar de mansinho
Se chegar à janela lá estarei a te olhar
Se olhar para a lua estarei no fim da rua
Imaginando o nosso encontro esperado

E esta altercação medonha jamais acabará
Será algo intocável, insano e distanciado
E eu caminharei célere em sua direção
Indecifrável nas sombras do anoitecer

E depois que o sol sair no amanhecer
Fantasmas que não se podem abraçar
Será, enfim, meu alvo impenetrável
Que sempre hei de buscar, sem alcançar
 
Lourdes Ramos & Hildebrando Menezes

http://www.recantodasletras.com.br/duetos/5254888

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –