OLHOS DO CORAÇÃO

3542147741?profile=original

Os Olhos do Coração
Tem a visão sutil transcendental
Sabem captar nossa melhor emoção
Por isso tudo fica assim tão original

Aquela que os olhos não podem ver
Que se esconde no fundo d ‘alma
E que o corpo não pode ter
Mas, que logo vem e nos acalma.

Nossos sentidos não podem perceber
Que na pele a gente vê algo diferente
Ou que as mãos não podem percorrer
Mas, ele que é sábio toca e pressente

O coração sente o ser ausente
Como um instrumento sensível
Dando-nos esse presente
Tudo então se faz bem visível

Para nossa triste alma
O que era impossível...
Assim toca e finalmente a acalma
O amor se faz então plausível

Os “Olhos do Coração” sabem ver
Quando a felicidade pode chegar...
Quem a nosso lado queremos ter
Mas, para isso há que se aconchegar.

Seja uma ausência de momento
Temos que nos aproximar e dengar
Que por vezes é só um tormento
Que o amor dissipe e flutue pelo ar

Seja uma ausência definitiva...
Pela cruel e tristonha partida
A sentir-se sempre viva...
Na esperança de nova chegada

Se soubermos ver com os “Olhos do Coração”
Tudo fica claro, intenso, real e mais bonito.
Sempre sentiremos essa gostosa sensação
De que valeu a pena ter este dueto escrito!

Duo: Marcial Salaverry & Hildebrando Menezes

http://www.recantodasletras.com.br/poesiasdeamor/3897453

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Aqui está um presentinho de primavera Mestre Marcial...

    OLHOS DO CORAÇÃO - Duo: Marcial Salaverry & Hildebrando Menezes

    https://www.youtube.com/watch?v=o6OrVYVVKXc

     

  • BRONZE BABPEAPAZ

     Aplausos aos poetas! Duo maravilhoso.

     Parabéns Hilde e Marcial.

     Deixo uma msg para os dois.

     Abração.

    3542868874?profile=original

  • This reply was deleted.
    • O prazer é todo meu em duetar com um amigo querido e poeta talentoso como você o é... Um verdadeiro ícone de sabedoria e de bom gosto. Os versos contigo jorram como os de uma fonte límpida e serena a saciar a sede dos aprendizes como eu. Abraços e obrigado por mais esta oportunidade que me concedes. Hilde

      3544185892?profile=original

    • Como bom repentista vai lá então nobre amigo mais um duetinho escrito de sopetão para sua correção e eventual aprovação... Confesso que escrevi e não reli...

      PRA ESCREVER UM POEMA

      Marcial Salaverry

       

      Pra escrever um poema,

      Há que se ter ciência

      Mas, eis aqui um dilema...

      Bem além da consciência

       

      É preciso sentir a inspiração

      Que sai do fundo da alma

      Vindo lá do coração...

      Tudo se agita e se acalma

       

      É preciso alegria de viver

      Sentir junto com a natureza

      É preciso não pensar em sofrer

      Para curtir toda sua beleza

       

      Para viver aquela alegria

      Sonhada nas madrugadas

      Que é o nascer de um novo dia...

      A sonhar com sua amada

       

      Não é preciso ter tema

      Basta apenas sentimento

      Pra escrever um poema...

      Capte a plenitude do momento

      Basta ter amor no coração

      Sintonizar a pureza que paira no ar

      E sentir pela vida satisfação...

      Bem saberás desfrutar

       

      É preciso sentir a felicidade

      Sem medo de ser feliz

      Em ter dentro de si aquela saudade...

      Mesmo que seja aprendiz

       

      É preciso saber amar

      Sem usar de artifícios e maldades

      Sem insanamente se apaixonar...

      Mas usar de toda bondade

       

      Amar a vida

      Tanto nas chegadas quanto nas partidas

      Por mais que lhe pareça sofrida

      E vive-la como ela deve ser vivida...

       

      Amar-se e amar alguém

      E não desprezar ninguém

      Cheio da grana ou sem vintém

      Que nos ame também...

       

      Assim nasceu mais um poema

      Ainda sob o eco dos “olhos do coração”

      Não fazemos da vida um dilema...

      E como é gostosa essa transpiração

       

      Dueto: Marcial Salaverry & Hildebrando Menezes

    • É isso aí, amigo. Falô e disse! VALEU! Abraços...

This reply was deleted.