Lágrimas Ausentes - Um duo

3542256569?profile=original


Ausenta-se dos meus olhos as  lágrimas
Ilusão da alma, em sensações legítimas
Imersa em sentimento, alívio profundo
Névoas de incertezas enganos no fundo

Tristeza para que, se a alegria prospera
Tem que se dar evasão ao riso da galera
O que vale é poder sempre e a toda hora
Contaminar a todos com límpidos sorrisos

Permeada de sonhos de um passado ido
Enigmas se desfazem do tempo sofrido
Máscaras caem revelam-se os atores
Olhar mesquinho coberto de dissabores

Desde que o mundo é mundo existem dores
Que só a perseverança consegue romper
No palco da vida há que se dar e representar
Sem medo, disfarces, subterfúgios, desamores

Falso brilhante refletido em um belo sorriso
Palavras amenas disfarçadas em paraíso
Arco - íris na tela da vida esvai aos poucos

Pinta-se a bela aquarela em retratos meio loucos
Deixando no ar um que de divinas vozes roucas
Mostrando quadros de pinturas sutis e modernos

No meu silêncio sepulcral uma certeza imediata
Despida de mágoas resta à promessa ingrata
Deixo a noite derramar sobre mim a paz desejada

Flor de Lótus & Hildebrando Menezes

http://www.recantodasletras.com.br/duetos/5240357

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.