DOIS EM UMA SÓ ALMA!

 

 3542158998?profile=original

Que vem de ti a mim
Do principio ao fim
Na claridade do meu pensar
Que exponho sem pestanejar

Em obscuros bosques de dúvidas
No emaranhado do espírito
Atando-me a ti meu amor?
No mais belo clamor

Tua alma em teu corpo
Que se solta no relance
Corpo que não me pertence
Sentimento que convence

Pois é teu...
Que intenso floresceu
Sinto-me perdido nos labirintos
Caminhos já extintos

Que a própria vida me construiu
Desde o dia em que partiu
E tudo que eu mais queria
Sonhava e planejava que ocorreria

Eram dois corpos e uma única alma
Uníssonas no diapasão e calma
Sigo a te amar
Sem medo de me entregar

Mesmo no mar das impossibilidades
Trilho a mesma realidade
Teu pensar fresco
Sorvete de hortelã

Como um vento do nordeste
A esvoaçar as tuas vestes
Abrasando o sol prepotente
Sinto você presente

Em mim
E eu em ti
Tremores de frios
Encontro que preenche o vazio

Ausência de paz...
Que só essa união refaz!

Thereza Russo e Hildebrando Menezes

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –