BALADA

3542258739?profile=original
  
As luzes
As vozes
As musas
As mariposas
Os passos
Os laços
Os enlaces
Os abraços
Os tons
Os sons
Fumaças e taças
Começo de danças
Você rebola
As suas ancas
As tranças
Suas panças
As vozes se calam
As luzes se anulam
Taças e fumaças
Se abraçam
Se enlaçam
Os ouvidos apuram
O som das carícias
Sem quaisquer malícias
Beijos que se viciam
Um som brota
Do não sei onde
Num tom acima
Da minha ilusão
Tudo ali enseja
O amor que festeja
Rola gelada cerveja
Sem brotoeja
Me vês
Me vens
Me tens
Me queres
Me sentes
Me embalas
A onda em que me embalo
Me treme
Me oprime
Me abala
A boca cala
Os lábios selam
As línguas enroscam
São mil os abraços
Os corpos se colam
E começamos a valsar
Vagar
Voar
Um frenesi de carinhos
Rolam mil beijinhos
Esfregam os umbigos

Valsamos
Dançamos
Rodopiamos
É uma farra
De toques suaves
Passos que se cruzam
Desvanecemos
E então,
Arfando
Andando
O amor acontece
Parando prostrados
Frustrados
Nós:
Eu e a minha paixão!
 
Lourdes Ramos & Hildebrando Menezes

http://www.recantodasletras.com.br/duetos/5251739

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –