Terror/ação/romance/policial/drama. As narrativas não se criam sob a preocupação de constatar a viabilidade real dos seus episódios; se isto ocorre não é feito de forma racional.

58 Members
Join Us!

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Forum

Muito bom BABPEAPAZ

A teoria da música liquida

Lorenzo seguia com a cabeça baixa, contava distraidamente as pedras da calçada, como se fosse algo de extrema importância   para manter sua sanidade mental. Assim parecendo que estava no mundo da lua, não notou que um cachorro vinha disparado em sua direção arrastando a guia - Devido a velocidade ela dançava no ar. Quando finalmente o cérebro de Lorenzo começou a decodificar a mensagem do instinto de proteção, já era tarde demais.O cachorro passou rente as suas pernas e a guia se enroscou numa…

Saiba mais…
2 respostas
Poetisa

Amor e Ódio

Nasceu no meio do céu um ser misterioso, tinha asas, mas não era pássaro!  Cabelos longos, e  trazia nas mãos um arco de flecha pronto para ser usado... As pessoas corriam. O que aquele ser queria? Corpo exuberante e um olhar marcante. Procurava por algo, queria acertar o alvo!Logo outro ser semelhante, chegou! Mas não havia concórdia entre eles, e uma batalha feroz se iniciou...Eram anjos guerreando, e o céu azul escureceu! Sentimentos diversos vibravam no íntimo de cada um...Amor e ódio! Um…

Saiba mais…
11 respostas

ENTRE O SONO E O SONHO

ENTRE O SONO E O SONHO Entre o sono e o sonho…liberto o pensamentoDeixo a mente vaguear pelos cantos da memóriaAqui e ali…espreito os caminhos do firmamentoPara achar um lugar e escrever a minha história. Estou por um fio que me liga a todo o universoUm fio de gestos e palavras…de morte e vidaDe vidros partidos…de olhar triste e submersoDe nuvens sem retorno numa batalha vencida. De refúgio e paz…de riso e lágrimas que choreiDe madressilvas e mel nos cabelos em desalinhoDe beijos e…

Saiba mais…
2 respostas

Metáfora

Metáfora Hoje, meus pensamentos são agredidosPor ilhas povoadas de mitos usuaisIsolamento total dos tempos já vividosCom tudo o que possa ser insanidade.Só o mar e os seus cetros tão reaisMe fustigam a alma com a verdade…Sendo filho dos que andavam perdidosSinto os meus braços tão pesarososQue não podem afugentar a realidadeE prostram-se como santos piedosos.Aqui…no hoje que me sustenta em pazSou um filamento do próprio vento…A recordação de outro bem mais capaz.Sou a esfinge do tão desejado…

Saiba mais…
2 respostas

Photos