Lipograma A

Lipograma A (menos)

Tédio soaroir 26/10/09

… fome ôco no pré-duodeno no imo,
no sentimento escôo dos elementos extremos
sem termos de fins ou de meios;
debilitude - entorpecimento do privo no privo:
nos cômodos, no colo no desejo
de questões no denodo ou no medo;
esmorecido de comer
– cornucópios ou insultos nem ódios,
pelouros e fitos desprezos –
sustentos frescos nem dormidos.

Com o Vento do Oeste
© Soaroir de Campos São Paulo/SP

hoje direi do vento dele
que vem como sutil sineiro
indivisível e fecundo
sobre morros e ribeiros cortês
sementeiro de todos os sentidos de sebes,
de flores, de eleitos e escritores só hoje,
pelo menos hoje,
deixo os trovões e os tufões
dos ventos do Norte e do Sul
invoco Zéfiro que comigo sobrevo
e neste meu tempo bom de equinócio do Sudeste.

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    COMENTÁRIO DE ARLETE BRASIL DERETTI FERNANDES – segunda-feira – 19-05-2014

    Criativo relato de um tédio tal que toma todo o ser.

    Poema muito interessante e enigmático.

    Para ser interpretado pelos que o lêem e gostam de interpretar.

    Parabéns!

    Beijossss

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    COMENTÁRIO DE PAOLO LIM - domingo - 18-05-2014

    Encantador, pois enigmático. Belo como qualquer cor... Temperamental ao se expor. Parabéns!

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    COMENTÁRIO DE SÍLVIA MOTA - sábado - 17-05-2014

    Adorei teu poema! Tanto, que acabo de criar o grupo "Escrita constrangida".

    Poderias transportar teu poema para lá?

    Aqui, nos fóruns, publicamos, tão somente, temas polêmicos que reclamem por discussão.

    Novo grupo: http://silviamota.ning.com/group/escrita-constrangida</a><br />

    Grata.

    Beijossssssssss

This reply was deleted.