BRONZE BABPEAPAZ

Sílvia Mota

3542168947?profile=original3542169187?profile=original

3542169361?profile=original3542169187?profile=original

3542169611?profile=original3542169187?profile=original

3542169825?profile=originalÀ família PEAPAZIANA: Sou Mônica Pamplona, escritora e poetisa desse magnífico espaço, que calorosamente nos abriga. Aqui - na Sala de Entrevistas - ocupo uma cadeira, a mim concedida, no encargo de Mestre de Cerimônia. Farei as apresentações dos participantes deste evento, cabendo-me a abertura oficial da nossa Sala de Entrevista - PEAPAZ, recanto reservado para que possamos conhecer um pouco mais sobre alguns de nós. Oito cadeiras pertencem a esta sala, das quais cinco são destinadas aos entrevistadores, que claro, serão ocupadas por tão queridos e nobres escritores/poetas do nosso recinto, colaboradores que, em prol da escrita, revestem suas vidas de sentimentos. Cada um terá a oportunidade de saciar um pouco sua curiosidade, fazendo uma pergunta à ilustre convidada, que estará sentada na primeira cadeira, ao centro do círculo, formado por seus interlocutores e Mestres de Cerimônia. Caberá à entrevistada responder a todas as perguntas que lhe serão destinadas e deixemos que a elegância e o requinte das suas letras falem por si. Afinal, a inteligência que acerca sua beleza é atributo de uma personalidade marcante, onde entranha a arte, o amor e a paz mundial. Portanto, para prestigiar e inaugurar nossa Sala de Entrevista, tenho a honra de contar com a presença da nossa querida anfitriã SÍLVIA MOTA, que revelará alguns dos seus princípios e desejos... Dentre outras coisas mais, descortinará sua trajetória por um mundo melhor. Ao término de tão prazeroso momento de descontração, a última cadeira será reservada ao nosso grande escritor/poeta Helder Gonçalves, que com suas sábias e profundas palavras, fará suas considerações finais, alcançando toda a essência da alma e do coração da nossa convidada. Sejam todos bem-vindos a esse novo recanto. 

 3542169187?profile=original

3542170058?profile=originalAs perguntas às quais sou submetida são bem interessantes e, para respondê-las, considero relevante explicar o surgimento do Portal PEAPAZ. Porque sou poeta, professora universitária e pesquisadora, o mundo virtual imprime grande fascínio ao meu dia a dia. Meu primeiro site – Centro de Pesquisa Jurídica Sílvia Mota (CENPESJUR) - nasceu em 2002, sob a finalidade de servir de apoio às aulas ministradas aos meus alunos do Curso de Direito. Mais tarde, ampliou-se para outras áreas do conhecimento, nas quais comecei a atuar. Em 2007, criei o meu primeiro blog literário. Contudo, nem o site e nem o blog possuíam espaço para discussões diretas com os leitores, o que nas redes socioculturais é possível. Além disso, o desejo de interação com o trabalho dos outros autores tomava vulto. Foi assim, que, em 2010, criei o Portal Sociocultural Poetas e Escritores do Amor e da Paz (PEAPAZ).

3542169187?profile=original

Pergunta do Poeta e Escritor Hildebrando Menezes:

3542170170?profile=original

 

“Que aprendizagem a nossa anfitriã mais se sentiu gratificada com a criação e manutenção do PEAPAZ e que diferença sente ou sentiu com outros sites com abordagens semelhantes?

3542169187?profile=original

 Resposta de Sílvia Mota:3542170335?profile=original

Querido Poeta Hildebrando Menezes, o Portal PEAPAZ é plataforma de grupo sob a forma de comunidade virtual, sem fins lucrativos. Seu desígnio é o de adquirir e difundir Saber com Dignidade, Ética e Respeito, sob os cânones do Amor e da Paz, por um meio social mais justo. Para a concretização desse objetivo, para além dos grupos que abarcam as diversas formas de poesia, criamos grupos e fóruns temáticos relevantes no mundo contemporâneo, tais quais: Teoria Literária, Humanismo, Direito das Minorias e dos Grupos Étnicos e Raciais, Biopoesia, Depressão em Verso e Prosa, Homoafetividade, Saúde Humana, Direito Ambiental, Animais Não-Humanos, Cinema Inesquecível, Teatro, Esse Mundo Virtual, Vida Cigana, entre outros. Essa vertente interdisciplinar do Portal PEAPAZ – que me instiga a mantê-lo em evidência - tem por finalidade estimular a criação cultural e o desenvolvimento do espírito literário e/ou científico e do pensamento reflexivo; incentivar a criação literária e/ou científica, visando ao desenvolvimento intelectual, através da criação e difusão da cultura; suscitar o desejo permanente de aperfeiçoamento cultural e profissional; estimular o conhecimento dos problemas do mundo contemporâneo, em particular os nacionais e regionais; e promover a extensão aberta à população, através da leitura livre dos textos e da visualização de quaisquer obras publicadas em seu espaço virtual, de acordo com a legislação vigente no país. Sendo assim, são princípios funcionais do Portal PEAPAZ: o respeito à dignidade da pessoa humana; a solidariedade e responsabilidade social; a generosidade sem fronteiras; a compatibilidade do escritor e artista em geral com o meio social, fiéis a si mesmos, avessos à perseguição da glória; e, finalmente, o princípio do respeito ao direito autoral. Reunir um grupo de poetas e escritores, em único recinto, sob os preceitos do Amor e da Paz, é missão tão difícil quanto gratificante. A Amizade e a Solidariedade movem nossos interesses. Oferecemos corpo a um grupo calcado em princípios humanísticos, que se estimula diariamente. Trocamos experiências de forma respeitosa e cada indivíduo se regozija com o crescimento do Outro. Nessa seara, buscamos fugir dos relacionamentos meramente interpessoais e do cultivo das vaidades, de quando em quando, percebidos em sites da mesma estirpe, o que dificulta a intercomunicação com os mesmos.

3542169187?profile=original

Pergunta da Poeta e Escritora Marcia Portella:

3542170673?profile=original

“A poesia: que significado tem em tua vida?”

3542169187?profile=original

3542170649?profile=originalResposta de Sílvia Mota:

Querida Poeta Marcia Portella, tua pergunta emociona-me, pois leva-me à infância... Desde a mais tenra idade, transito pelas sendas encantadas da Arte, ao lado dos meus queridos irmãos Maria Auxiliadora (Maux), Geraldo Luiz, Miguel Ângelo, Salvador Augusto (in memoriam) e Nancy Maria. Ainda crianças, dirigidos pelo gênio do nosso pai Professor Geraldo Mota (in memoriam), dedilhamos o piano, o acordeon e a clavieta, nas festas ocorridas em nossa cidadezinha, Piquete - encravada aos pés da Serra Mantiqueira. Sob os rigorosos ensinamentos da nossa mãe, a poeta, escritora e crítica de arte Mariinha Mota (in memoriam), escrevemos nossos primeiros poemas e arrebatamos inúmeros troféus e medalhas, como escritores e declamadores, em diversos concursos realizados no Vale do Paraíba. Em 1980, casei-me e tive três filhos, meus mais lindos e verdadeiros poemas: Arnóbio Júnior, Gabriel e Rafael. Costumo dizer, que não tivesse eu sido mãe, sem ser mãe, nada seria. O tempo passou e, na busca de aperfeiçoar-me como mulher, mãe e poeta, confirmei que as experiências humanas são aprendizados diretamente retirados da vida. Somente aos que vivem com intensidade, permite-se poetizar a Vida com as suas alegrias e tristezas. São essas experiências que constroem a trajetória da sua dimensão lírica. De lição em lição, opto hoje por amadurecer as emoções. Faço-o, dia a dia. Sem pressa. Corri a vida inteira e atropelei-me, tantas vezes! Agora, silencio meu silêncio. Posso ouvi-lo, enfim! Nessa paz, balbucio as letras de Freud: “Seja qual for o caminho que eu escolher, um poeta já passou por ele antes de mim.” Assim sendo, se alegre, escrevo os meus poemas; se triste, escrevo os meus poemas. Em todas as circunstâncias, escrevo os meus poemas. Transformo, l - i - t - e - r - a - l - m - e - n - t - e, tudo em poesia! Não me consigo imaginar, sem ser poeta.

3542169187?profile=original

Pergunta da Poeta e Escritora Arlete Brasil:

3542170726?profile=original

“Que sentimentos surgem em tua alma, querida poetisa, quando a inspiração chega em forma de um tema?”

3542169187?profile=original

3542170600?profile=originalResposta de Sílvia Mota:

Difícil resposta exige essa pergunta... Na juventude, li com sofreguidão os livros que me agradavam. Aos demais, li-os por exigências impostas por minha querida mamãe ou por atividades acadêmicas. Adquiri, portanto, um razoável vocabulário, que facilita o meu processo criativo. Esse, talvez, não consiga descrevê-lo em meras palavras. A verdade, é que existem alguns “Eus-poéticos” em mim. Uns, revelados ao público; outros, não. Antes da escrita, elejo qual deles é requestado pelo tema e, somente então, decido-me pelo formato poético. Durante a concepção, ocorre como se perdesse o domínio da mente ou das mãos que escrevem ou digitam o poema. Tudo flui com muita rapidez. Pareço movida somente à emoção, embora reconheça que não se trata de emoção cega, pois calcada nos diversos conhecimentos que adquiri durante a vida. As palavras escapam da alma e saltitam no papel ou na tela do computador. Faço-me livre, ainda que sob as regras de um formato poético. Depois, distancio-me... leio e releio... Depuro a emoção e realizo possíveis correções. Antes da divulgação, medito cuidadosamente sobre o que escrevi... De modo geral, querida Poeta Arlete Brasil, ao criar, evidencio a nostalgia poética que acalenta minh’alma. E, nesses momentos, a solitude é minha companheira. Certa vez escrevi: “Meu Eu-poético sente saudades de algo eterno, do qual não se consegue lembrar...” É por esse caminho que vibra - intensa - a minha inspiração...

3542169187?profile=original

Pergunta do Poeta e Escritor Paulo César

3542170795?profile=original

“Na sua opinião, o conceito, muito divulgado, deste tipo de Redes não enferma, de algum modo e em determinados casos, de falta de qualidade poética, funcionando mais como meio de afirmação pessoal narcisista por parte dos seus mentores?”

3542169187?profile=original

3542170853?profile=originalResposta de Sílvia Mota:

Querido Poeta Paulo César, no Portal PEAPAZ, objetivo a evolução do ser humano, nas áreas propostas. Incluo-me aqui, pois sou aprendiz em constante desenvolvimento. Respeito o máximo de cada um no momento da sua inspiração. Por tal motivo, não realizo comparações entre um e outro escritor. Analiso-os, de forma independente. Quando me deparo com um autor inexperiente, leio-o com o mesmo respeito que destino à leitura de outro mais amadurecido. Sendo cabível, sugiro-lhe alterações, que serão ou não aceitas. Além disso, divulgo-o. Dessa forma, espero que abrolhe maior responsabilidade, levando-o à autoavaliação e ao aprimoramento. Houve época em que temi, por demais, uma possível constatação da “falta de qualidade poética” no Portal PEAPAZ. Mas, felizmente, o meu espírito professoral foi superior e hoje a qualidade se encontra na publicação dos textos e poemas primorosos, mas, também, na possibilidade de crescimento intelectual de todos os participantes. Possuímos vários exemplos de poetas e escritores que, nesses quatro anos de atividade, cresceram de forma admirável. Meu coração aplaude-os, a todos, efusivamente. Quanto à alegada “afirmação pessoal narcisista” dos mentores das redes sociais, lastimo intimamente quando a antevejo, e, respondo à tua questão, com base estrita no meu pensamento: em decorrência da educação humanística proporcionada pelos meus pais e diversos mestres que tive durante a vida, cultuo a propagação do conhecimento, em quaisquer áreas do conhecimento, livre de vaidades e interesses próprios. Permaneço no meu cantinho, sem ostentações. E sou feliz assim.

3542169187?profile=original

Pergunta do Poeta e Escritor Marcial Salaverry:

3542170862?profile=original

“Amiga Silvia, como você encara a amizade entre pessoas de sexos diferentes?”

3542169187?profile=original

3542170917?profile=originalResposta de Sílvia Mota:

Querido Poeta Marcial Salaverry, talvez, em épocas passadas, essa amizade fosse quase impossível, pois o interesse sexual prevalecia, favorecido pela cultura machista que exibia a mulher como um ser frágil, propício apenas ao casamento fundado ou não no carinho, no amor e na cumplicidade. Assim, as aproximações entre homens e mulheres, que não fossem provenientes das relações familiares, não eram bem vistas pela opinião pública. Fenômeno recente, a nova tecnologia aborda os indivíduos de forma inusitada, tornando natural e promissor o relacionamento entre pessoas de sexos diferentes. Também, o Mercado de Trabalho oportuniza o florescimento das novas amizades. Isso não significa dizer que a minha percepção sobre o tema seja de todo alheia à afirmativa de que é tênue a linha que separa a amizade do amor, pois, numa relação em que homem e mulher apreciam a companhia um do outro, os sentimentos tendem a embaralhar-se. Mas, ainda que respeite as palavras de Oscar Wilde: "Entre um homem e uma mulher não é possível haver amizade. É possível haver paixão, hostilidade, veneração, amor, mas amizade, não", acredito que, embora raras, sejam possíveis as amizades entre pessoas de sexos diferentes. E nós, querido Marcial Salaverry, somos um bom exemplo disso, não somos?

3542169187?profile=original

Considerações Finais por Hélder Gonçalves

3542170879?profile=originalEntrei neste espaço pela mão da poetisa e ensaísta Ronida David/Loubah Sofia. De certo modo, não estava receptivo a disponibilizar-me para encetar novo convívio em qualquer outro site, já que era meu entender que, onde participava - Facebook e meu blog, eram suficientes para as minhas necessidades de convívio e de expressões intelectuais. Depois de aqui estar, fui surpreendido por um clima de abrangência intelectual, num ambiente ordenado e de grande respeito, na vontade participativa e no propósito de, acima de tudo, prestar um excelente serviço a bem da cultura Apercebi-me, desde logo, que havia por detrás de tudo isso, uma batuta de um qualquer maestro, que, embora sem ser notado, estava sempre presente - quer pelo carinhoso comentário mas, também, pela maneira como o fazia, na sua sutileza de fina crítica! Era aqui, neste procedimento, que, para mim, estava o registro. O acompanhamento dos autores. Silvia Mota é a omnipresença na condução da orquestra. Ela é a figura presente em qualquer de nós, pois sabemos da sua preocupação na perfeição e no rigor da qualidade a prestar a qualquer obra que seja publicada no respeitável site, que, com tanto carinho e esforço criou. Para bom entendedor, pouca palavra basta - Silvia Mota tem o condão de nos encaminhar no sentido do nosso aperfeiçoamento, na nossa autocrítica sem, no entanto, darmos sequer pela sua presença - sabemos que ela está ali, simplesmente, ponto final! Por isso, desejo com esta entrevista, sinceramente, ao mesmo tempo, que possa representar alguns subsídios para o nosso melhor conhecimento do que foi e é a vida de uma Senhora da Cultura e de amor à divulgação de novos talentos escondidos, que encontraram no Portal PEAPAZ uma forma de se realizarem e de evoluírem no mundo da palavra escrita. Também, que seja esta a oportunidade de todos nós lhe prestarmos a homenagem que ela merece como Mulher, mãe, esposa e grande profissional na área do ensino, como grande causídica que foi - mas, sobretudo, na sua componente humana na grandeza da humildade, que a remete para a excepcionalidade de ser considerada um ser muito bonito. Sobretudo, ela é uma grande Senhora!

3542169187?profile=original

3542170972?profile=original

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Excelente entrevista, a Silvia, nossa mestre intelectual das letras,em nossa atual literatura que ela utiliza com beleza  e requinte, fazendo  uso da arte com técnicas e sabedoria. Uma generosa incentivadora  aos  iniciantes  poetas dessa  nova geração internet (que me incluo) e ela com seus bons olhos faz papel de mediadora ao mundo das letras. Excelentes questionamentos dos especiais entrevistadores. Parabéns pela beleza desse espaço.Obrigada pelo convite de adesão ao grupo.Meu carinho, Lu3543052338?profile=original

  • PRATA BABPEAPAZ

    Silvia, expositora de sentimentos. Generosa em seu trabalho, está sempre em silêncio recolhendo sementes, lavorando para que a plantação seja cada vez mais perfeita, sem permitir que o joio danifique a colheita dos sonhadores que povoam esse espaço regido em suave sinfonia por uma mulher que pode ouvir a voz do silêncio... Quando perguntei "A poesia: que significado tem em sua vida", a poetisa respondeu: somente aos que vivem com intensidade, permite-se poetizar a vida com as suas alegrias e tristezas... Obrigada poetisa por compartilhar meus sonhos e estar em mim.

  • Fantástica, Silvia!

    Parabéns !!!!!

    3543049575?profile=original

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Magnífica entrevista, tuas respostas colocam bem a pessoa que és, humana, amorosa e verdadeira aos princípios do amor e da paz, á proposta do site, como encontro de amigos e poetas! Comungo contigo e, da mesma forma muito tenho a aprender, parabéns querida Silvia, grande beijo MIL.

    • BRONZE BABPEAPAZ

      Sílvia querida,

      Pessoa linda e de um caráter exemplar que sabe respeitar os colegas de igual para igual sem nenhuma distinção de raça, cor, ou posição social.

      Além de tudo és uma  talentosa poetisa.

      Parabéns querida por este belo jardim cheio de paz e harmonia

      Com carinho... Gde beijo

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Não havia ainda sentido o prazer de participar de um projeto como esse. Confesso que foi uma grande e excelente experiência. No início fiquei nervosa, pois meu texto daria abertura ao evento. Mas quando comecei a idealizar a situação, imagens passavam pela minha mente como se tudo fosse ao vivo. Daí pra frente, foi bem mais fácil dar continuidade às letras. Não posso esquecer a importância do incentivo de Sofia. Que com suas doces palavras passou-me segurança. Obrigada querida Sofia. 

    E assim é a PEAPAZ. Um espaço iluminado onde se vive aprendendo e conhecendo pessoas de reais valores. Estou aqui desde o primeiro mês em que tudo se iniciou. E posso dizer que foi sempre assim: Todo esse respeito, carinho, amizade, boas energias... Encontram-se aqui. E as mudanças que houveram sempre foram pra melhor nos ajudar. A dedicação de Sílvia é incansável, seu zelo e capricho por esse recanto e por todos nós, é o que a torna tão especial.

    Recebi dois telefonemas de familiares que não participam do site mas que acompanham meu trabalho. Parabenizando-me por total sucesso do evento. Ficaram admirados com todo o requinte da produção e a desenvoltura das perguntas e respostas inteligentes. Estendo esses PARABÉNS aos membros  participantes, á nossa Sílvia Mota e á querida Sofia que tanto trabalhou para que tudo certo. 

    Só tenho a agradecer pela oportunidade.

    Esperemos pelo próximo entrevistado(a).

    Bjsssssssssss

  • This reply was deleted.
    • PRATA BABPEAPAZ

      3544197155?profile=originalQuerida poeta amiga Silvia.

      Sinto-me muito feliz em ter a tua amizade. Tanto pela grande escritora que és, autora de poemas perfeitos e muito belos, como pela pessoa tão especial e querida que sempre demonstras, sendo amável, compreensiva e paciente, valorizando a todas as pessoas.

      Este espaço PEAPAZ, criado por ti, é um recanto de amizades sinceras e de carinho. Aqui podemos aprender muito sobre Literatura, Humanística e Poesia, desde os sonetos, poetrix, haicai e várias outras modalidades poéticas.

      A tudo isto, veio a enriquecer ainda mais, o Espaço para as entrevistas, pois através das tuas respostas revelaste ainda mais a respeito de tua bela alma. E sei que outros poetas poderão também fazer-se conhecer melhor. Este conhecimento de nossos amigos faz com que nos aproximemos ainda mais, e como isto é belo e necessário, principalmente nos dias atuais em que a maioria dos seres se distancia.

      Não posso deixar de ser grata à poetisa que me apresentou a ti, e com a qual convivemos pouco, pois ela cumpriu seu tempo neste planeta e foi embora deixando saudades. Meus agradecimentos também a ti, por me receberes com atenção e carinho, e me atenderes sempre com gentileza, como sei que fazes com todos.

      Grata por nos proporcionares este ambiente de Alegria e Paz.

      Com respeito, afeto e consideração, te abraço,

      Arlete.

       

  • OURO BABPEAPAZ

    Quando comecei a ler esta entrevista, senti uma grande emoção tomando conta de mim!

    Quando diz que alguns cresceram em poesias aqui, uma destas pessoas sou eu,

    e sei que tenho muito o que aprender ainda! Estando aqui, continuarei este aprendizado maravilhoso!

    Fico encantada com este espaço e com a forma que sou tratada e me sinto abençoada!

    E abençoada mais ainda é você, querida Sílvia Mota!

    Abençoado foi o dia em que você criou a Bela Peapaz, aqui podemos soltar nossa voz poética,

    e conviver com o brilho de cada um, e assim aprender mais e mais!

    Em cada linha desta entrevista o seu brilho se mostrou...

    Ao ler o que o nosso querido Hélder Gonçalves disse, me identifiquei com algo,

    fui apresentada na Peapaz pela nossa querida Ronida David/Loubah Sofia,

    assim como ele foi! E só tenho a agradecer!

    Quero lhe dizer querida Sílvia Mota que alguns fatos na minha vida foram importantes

    e um deles é estar aqui entre os poetas da Peapaz.

    Termino este comentário sorrindo, pois aqui,

    só provoca a minha alegria!

    Parabéns à você e aos entrevistadores!

    Um beijo no seu coração e obrigada por você existir!

    proxy?url=http%3A%2F%2Fstorage.ning.com%2Ftopology%2Frest%2F1.0%2Ffile%2Fget%2F311279300%3Fprofile%3Doriginal&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image%2F*

  • Parabéns grande Silvia Mota ,belas e certeiras respostas,como sempre! Abraços!

  • BRONZE BABPEAPAZ

    Amiga Sílvia, como você faz a divisão do seu tempo entre a poesia e as outras ocupações em sua vida? É difícil?

This reply was deleted.