DIAMANTE BABPEAPAZ

Deixai-o partir! Poemas MIL

3542250236?profile=original

3542250608?profile=original

Deixai-o partir!

Há o que nos mata em vida e,
buscando na palavra a guarida,
descobrimos que a verdade da vida
nem era aquilo....
Sucumbimos perante a morte,
nem pensamos que obteve melhor sorte,
sabe-se lá o que a criatura sofreria,
caso aqui estivesse ainda.
Não se tente alcançar o céu em terra,
pois ele dista muito de nossos pés,
tenha-se a nítida consciência do engano,
sem descartar a quimera.
Ele partiu em paz para o descanso,
livrou-se do destino de ironias,
logrou o desejado remanso!
Deixai-o partir,
não lhe dê a nostalgia,
guardai-o na alma,
no melhor lugar,
nos momentos de alegria,
de amor ‘compartido’.
Porque algún dia
debemos reunirnos otra vez
a ser felices,
en los brazos de Dios!
(Hás de pensar que não sinto,
puro engano,
nem imaginas quanto sofro,
mas tenho que buscar,
dar-nos pelo menos
a palavra de consolo)

Maria Iraci Leal/MIL
POA/RS/Brasil
12/04/2015

3542250608?profile=original

Miguel, Miguel,
vorrei che poteste sentire

questa canzone così bella,
e mantenere la tua anima

nei nostri momenti belli
poesie e canzoni che recitiamo

che noi cantare
nel nostro bellissimi

riunioni di famiglia...

Tutto il nostro amore,
potete seguire in pace con Dio
Mille baci.... MIL3542250608?profile=original

Dedico ao meu amigo Miguel Mancuso, italiano,

(falecido em 12/03/2015, aos 55 anos),

a música que cantarolamos juntos

em nosso último almoço de família)

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • 3543257805?profile=original

  • This reply was deleted.
  • This reply was deleted.
    • DIAMANTE BABPEAPAZ

       Marcial Salaverry 

      Pois realmente esta amizade pura existiu... Muito grata querido poeta amigo Marcial, grande beijo, MIL.

      PALAVRAS DE MIGUEL...

      Se eu tiver de partir,

      não desejo que a lágrima turve teu sorriso,

      recorda-me na poesia, nos momentos de magia,

      nossas brincadeiras, a alegria das cantorias...

      Eu  terei de alçar o voo bendito,

      deixando para os meus o amor sentido,

      tudo que foi vivido, para que um dia

      ao encontrarmo- nos em outro destino,

      continuemos esta história tão bonita...

      Que a nossa canção tão bela,

      seja eternizada em nossos domingos,

      entre os risos e as alegrias

      que sempre fizemos por existir,

      para que todos estivessem felizes,

      e como o conseguimos,

      realmente conseguimos!

      13/04/2015 MIL

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

     Janete Francisco Sales Yoshinaga

    Muito grata  minha querida Janete, boa semana p/ti, um grande beijo, MIL.

    3543257162?profile=original

  • OURO BABPEAPAZ

    Bela homenagem querida Iraci.

    Um poema belo, Sublime.

    Meus parabéns pela inspiração que toca o nosso coração

    Beijos

    3543257423?profile=original

This reply was deleted.