DIAMANTE BABPEAPAZ

BIPOLAR... POEMAS MIL.

3542186883?profile=original

3542187079?profile=original

BIPOLAR...

 

Oh aquele louco!
Louco não sei se é,
num dia me beija na boca,
no outro me pisa com o pé...
Mais ainda, nem outro dia é,
conforme o vento sopra,
mal chegou, já vai embora,
me dá a marcha ré...
Como entender esta criatura,
que passa do amor para o ódio,
que muda de discurso,
de uma hora pra outra,
tem fases de melhora,
dura muito pouco,
nem o tempo d’ uma lua,
não tem rumo,
perde-se do prumo!


E mais uns versinhos
desgarrados, soltos,
para minh'amada louca...
Era louca, tão louca,
berrava aos quatro ventos,
fazia-nos tremer de medo,
num dia acarinhava nosso rosto,

cantava as suas óperas,

no outro arrancava-nos os olhos,

chorava o dia inteiro ao som de boleros.
Desde cedo descobri seu segredo,
guardava muitos sofrimentos,
talvez assediada por demônios.
Mas amei-a desde sempre,
e não havia tratamentos
naqueles tempos!

 

Maria Iraci Leal/MIL
POA/RS/Brasil
25/08/2014
Obra protegida

 

3542187079?profile=original

Maria Callas: Madame Butterfly

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Parabéns Maria Iraci pelo prêmio recebido!

    Fiquei muito feliz!

    Você que se dedica e nos outorga tantos deles....

    Bela noite!

    beijos querida

    3543110183?profile=original

    • DIAMANTE BABPEAPAZ

      Muito grata querida Láis, meus poemas são muito mais a minha vida do que poesia em si mesmo, um grande beijo p/ti, MIL.

      3544217642?profile=original

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    3543109805?profile=original

  • This reply was deleted.
    • DIAMANTE BABPEAPAZ

      Gracias querida Maria Cristina, por tu presencia en mi poema,  tu apoyo a mis humildes letras.

      Gracias a Dios hoy en día tenemos tratamientos para esta enfermedad. Un saludo miles de besos MIl'Brasil.

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Tema de difícil abordagem pois o enquadramento dos seres neste estado se faz muito dificultoso

    Belo e dedicado poema tratando de pessoas que não tem constância!

    Parabéns!

    beijo

  • PRATA BABPEAPAZ

    Essa alternância é devastadora às vezes, não. às vezes chega a parecer que não é bipolaridade, mas multipolaridade ...

    Quando sabemos a origem da flutuação, fica "mais fácil"  a convivência - ao menos a tolerância ...

    Muito bom MIL  !

    Bjs Wau

This reply was deleted.