...que se toque o clarim... (Cristina Bonetti & Joantago)

 

Na torre da Igreja Matriz,
sinos ecoam alegremente,convidando os fiéis
para a Ave Maria.





Venham aves do céu, piar para mim.
Tragam novas, para que sejamos cópias
Dos anjos e arcanjos, dos bem-comportados.





Flores desabrocham exalando suave perfume
dando boas-vindas ao Senhor
e ao anjo guardião.





Entoem canções e que se toque o clarim
Da felicidade, sobre as atitudes pias
Das beatas, que contornam os seus pecados.





Harmonia de júbilos e anseios.
Quando eles chegam
até os pássaros parecem mensageiros.





Tanjam guitarras, no dedilhar dos tocadores
e troquem-se os amantes, mais os seus amores.





Ateus são contornados de esperas e desejos,
porém, quando adormecem,
este momento se desfaz em lendas.





Ouçam a tristeza e a alegria dos seus fados,
Contestados no princípio e aplaudidos no fim.





Finda a tarde.





Pendurem bem alto as finas comucópias
E sintam o odor, amem a cor... de um jasmim.





(Cristina Bonetti & Joantago)
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas