Obra: The Happy Mother

Autor: Louis Leopold Robert

Estilo: Acadêmico

Louis Léopold Robert

Louis Léopold Robert(13 de maio de 1794 - 20 março de 1835) foi um pintor suíço.Ele nasceu em La Chaux-de-Fonds (Neuchâtel) na Suíça, mas deixou sua terra natal com o gravadorJean Girardet com a idade de dezesseis anos para Paris. Ele estava na véspera de obtenção do Grand Prix para gravura quando os acontecimentos de 1815 eliminaram as suas esperanças para Neuchâtel que foi dado para a Prússia, e Robert foi riscado da lista de concorrentes como um estrangeiro. Continuando os seus estudos sob Girardet ele nunca tinha deixado de frequentar o estúdio de David, agora determinado a se tornar um pintor, e só retornou ao seu país natal quando seu próprio mestre foi exilado. Em Neuchâtel, ele atraiu a atenção de Roullet de Mezerac, que lhe deu um empréstimo oportunizando sua ida para Roma. Em que descreve os costumes e a vida das pessoas, especialmente do sul da Itália, mostrando o sentimento peculiar das características históricas de sua raça. Retrato de uma jovem mulher de Retuna por Louis Léopold Robert Depois de executar muitos estudos destacadas de vida italiana, Robert concebeu a ideia de pintar quatro grandes obras que deveriam representar as quatro temporadas na Itália e as quatro principais raças de seu povo. Em o "Retorno do Fête da Madonna dell'Arco" (Louvre) ele descreveu os napolitanos e primavera. Esse quadro, exibido no Salão de 1827, alcançou o sucesso indubitável e foi comprado para o Luxemburgo por Charles X; mas o trabalho que apareceu em 1831, o "Summer Reapers no Pontine Marshes" (Louvre), e que tornou-se propriedade de Louis Philippe, estabeleceu a reputação do artista. Florença e seus vinhedos do outono e agora o seu terceiro tema. Ele tentou começar, mas, incapaz de conquistar a sua paixão pela princesa Charlotte Napoleon (depois de luto pela morte violenta de seu marido, amigo devotado de Robert), ele jogou o seu trabalho e foi para Veneza, onde começou a quarta da série, os "Fishers do Adriático". Este trabalho não era igual aos "Reapers". Desgastado pelas vicissitudes da sensação dolorosa, e amargamente desanimado, Robert cometeu suicídio antes de seu cavalete em 20 de março 1835, no décimo aniversário do suicídio melancólico de um irmão, a quem ele tinha sido muito apegado. Há uma série de referências a pinturas de Robert no romance O Conde de Monte Cristo por Alexandre Dumas, sendo um deles especificamente para "The Reapers".

https://en.wikipedia.org/wiki/Louis_Léopold_Robert http://www.art-prints-on-demand.com/a/robert-louis-leopold/the-happy-mother-1.html TEMA:

The Happy Mother

La madre feliz, A mãe feliz

Modalidade: livre

Orientações

1- Para participar deste tópico faz-se necessário, na ordem abaixo:

a) publicar a imagem proposta no cabeçalho do texto;

b) indicar o título do poema ou prosa;

c) inserir o poema ou prosa;

d) inserir o nome do autor;

e) inserir o país do autor.

2- Serão destacados, pelos Julgadores, cinco prêmios em cada categoria, a saber: Poemas, Contos e Crônicas, assim distribuídos:

Primeiro Lugar

Segundo Lugar

Terceiro Lugar

Menção Honrosa

Menção Honrosa

3- Serão rejeitados:

a) os textos dos autores que não exibirem a página do perfil completa;

b) os textos que ignorarem o assunto proposto;

c) mais de um texto por autor, na mesma categoria.

4- Data limite para a postagem:

02 de Fevereiro de 2016 até meia noite.

Participantes da Antologia Imagem e Literatura nº 74:  

 -The Happy Mother -

(La madre feliz, A mãe feliz)

 André Luis Santos. Mãe, Ser iluminado! André Luis Santos

Marcial Salaverry. MÃES DE CORAÇÃO // MADRES DE CORAZÓN - POEMA

João Pereira Correia Furtado. PARA TRÁS DEIXOU O TERROR E O HORROR

 Janete Francisco Sales Yoshinaga. A cada manhã surge a esperança para as Mães da Sé!

José Hilton Rosa.Jeito de amar

Antonio Carlos M. G. Saraiva. MÃE

 Luísa Maria Valente C. Zacarias. AMOR SEM FIM

 Neusa Marilda Mucci. Ser Mãe / Poema

 Maria Iraci Leal. Minha mãe....

Arthur Jaak Wilfrid Bosmans. Mãe

 Isabel Cristina Silva Vargas. MULHER DE FIBRA/ POEMA

 Dione Fonseca de Barros. Mulher que se torna mãe

Paulo César. Oh mãe... Oh vida para sempre!

 Lucineide Sampaio. MAMÃE 

 Antonio Domingos Ferreira Filho. Minha Santa Mãe (Poema-Soneto)

 ZKfeliz . Happy Mother... - Mãe que sofre...

 Maria-José Chantal F. Dias. MÃE

Marcia Portella. Mãe mistério

Elías Antonio Almada. Tu Coraje de Mamá

Antonio Domingos Ferreira Filho.  Mãe Abastada de Amor ( Conto )

Isabel Cristina Silva Vargas. EM BUSCA DO PERDÃO DA MÃE (CONTO)

 Dione Fonseca de Barros. A jovem esposa do pescador (Conto)

Marcial Salaverry. O TRISTE SENTIR DE UMA VELHA MÃE - CONTO

João Pereira Correia Furtado. SERIA UM BOM PRESSÁGIO? (CONTO)

LETI RIBEIRO.  QUE HORAS ELA VEM... (CONTO)

Antonio Domingos Ferreira Filho.  Mãe Feliz (CRÔNICA)

Arlete Brasil Deretti Fernandes. Antologia Imagem e Literatura nº 74 - A Mãe Feliz . ( Crônica).

 Isabel Cristina Silva Vargas. MINHA MÃE, UMA ESTRELA /CRÔNICA

Marcial Salaverry. PARA SER MÃE, SÓ O "SER MULHER"... - CRÔNICA

 Isabel Cristina Silva Vargas. MÃES SÃO SERES ESPECIAIS/ PROSA

 Marcial Salaverry. LAS "LOCAS DE MAYO" - PROSAPOETICA

María Cristina Garay Andrade. HASTA MAÑANA (PROSA)

Mauro Martins Santos. ALÉM DO PORTAL DA ETERNIDADE - Texto poético em prosa

Antonio Domingos Ferreira Filho.  Prosa com minha Mãe ( Prosa Poética)

 Isabel Cristina Silva Vargas. ÀS MÃES QUE PERDERAM SEUS FILHOS/ ENSAIO

 Antonio Domingos Ferreira Filho. Mundo Injusto com o Ser Mãe (ENSAIO)

 Marcial Salaverry. MÃES PELOS FILHOS ESQUECIDAS - ENSAIO

 

 Para publicar o texto clicar aqui


Criadora do Grupo: Sílvia Mota

Administradora do Grupo: Maria Iraci Leal

Queridos amigos poetas! Esta antologia foi especial demais, devido aos maravilhosos trabalhos, da grande expressão dos sentimentos áquela que nos deu a luz e o seu amor, não houve mesmo como avaliar ou classificar as obras, o alto da emoção e sentimentos aqui expressados e, que nos tocaram tão profundamente, só podem receber o primeiro lugar, parabéns a todos! Muito grata pelo carinho e por momentos tão maravilhosos, foi emocionante... Grande beijo, MIL.

 

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • PRATA BABPEAPAZ

    Desculpem a demora, mas estava viajando e foi difícil o acesso pelo celular.

    Mas quero deixar aqui, uma vez mais, a minha admiração pelo maravilhosos trabalhos apresentados e parabenizar a todos os colegas, principalmente os premiados.

    Bjsss Wau

    3543589609?profile=original

  • Foi uma grande honra postar minha poesia aqui, ao lado de tantas obras maravilhosas.3543582077?profile=original Parabéns a todos os participantes. Obrigada pela oportunidade de mostrar meu trabalho, Iraci e Silvia. Muito obrigada PEAPAZ e a todos que leram minha poesia. Abraços !

  • OURO BABPEAPAZ

    É uma honra para mim, na verdade para todos os particiapantes

    Belíssima formatação, prêmio belo, nos presenteou...

    Muito respeito, estímulo e carinho para com os poetas.

    Agradeço a você querida Iraci, a querida Sílvia...Obrigada PEAPAZ

    à todos que participaram meu caloroso abraço!

    Lindo evento, sempre encanta,

    todas as participações são brilhantes.

    Parabéns pela decisão, um poema para uma mãe,

    sempre vem do coração, todos merecem ser evidenciados!!!

    Beijos no coração

    3543580798?profile=original

  • BRONZE BABPEAPAZ

    Amigos poetas, meu carinho e abraço a todos pelas lindas linhas aqui escritas. Todos merecem o topo. Como julgar o melhor poema, conto, ou outra modalidade, quando envolve sentimentos iguais? As lágrimas jorram ao ler. Sentimentos não podem ser avaliados, a não ser por quem os sente. Parabenizo a coordenação, Iraci Leal e Sílvia Motta pela excelente e justa decisão. Somos todos vencedores, porque escrevemos o melhor de nós.3543579676?profile=original

  • BRONZE BABPEAPAZ

    Amada Administração....Inspiradas Maria Iraci Leal e Criadora Silvia Mota!

    Estou emocionada com a decisão, tão judiciosamente tomada, neste tema tão tocante e "INdimensional" profundo na e da Alma do Mundo.

    Vitória de todos e de cada um! Almejados o principal objectivo de cada escritor: Cantar a Mãe! A que se tem e a que se idealiza! Sobretudo a MÃE do Mundo e Total!

    Ainda bem que consegui participar pois assim sinto-me envolvida pelo AMOR como se não pode desejar maior!

    Grata! Muito Grata! MIL...... como sempre, tua lindissima Arte nos certificados!

    3543579813?profile=original

  • BRONZE BABPEAPAZ

    Bom dia, queridos amigos poetas do peapaz e comissão julgadora, parabéns a todos os participantes dessa linda antologia e a todos os premiados. Quanto mais escrevemos com os bons, melhores poetas nos tornamos. Abraços carinhosos.3543580529?profile=original

  • PRATA BABPEAPAZ

    Mil,sinto-me gratificada por suas palvras e honrada em receber este  prêmio com sua  bela arte e dedicação a todos nós...Te abraço

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Bom dia queridos amigos poetas! Esta antologia foi especial demais, devido aos maravilhosos trabalhos, da grande expressão dos sentimentos áquela que nos deu a luz e o seu amor, não houve mesmo como avaliar ou classificar as obras, o alto da emoção e sentimentos aqui expressados e, que nos tocaram tão profundamente, só podem receber o primeiro lugar, parabéns a todos! Muito grata pelo carinho e por momentos tão maravilhosos, foi emocionante... Grande beijo, MIL.

    Nossa homenagem  para Dona Mariinha Mota (in memorian)

    (Mãe de Silvia Mota, criadora do grupo)

    3543580006?profile=original

    3543580168?profile=original

    3543580135?profile=original

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    3543579950?profile=original

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    3543580057?profile=original

This reply was deleted.