Os bordados de Valentini - Conto Poético

3542311957?profile=original

Havia uma jovem bordadeira

Que se chamava Valentini,

Ela era bela, sábia e também muito faceira.

A vocação de Valentini era bordar.

Bordar, de tudo ela experimentava.

As agulhas, tecidos e linhas

Em suas mãos ela vivia a exercitar.

Um dia a jovem se apaixonou,

O pretendente, ela lutou por conquistar,

Procurou saber de tudo de sua vida

Para dele se aproximar.

Cada passo do jovem ela seguiu,

Cada gesto dele ela conheceu,

Descobriu o nome dele,

Bordou-o em um tecido leve e fino

E de presente lhe deu.Satisfeito pelo presente, o rapaz o recebeu.

Ela descobriu que ele tinha um cavalo

A que ele muito o estimava,

Bordou então a imagem de um belo cavalo

Em uma toalha de tecido branco e resistente,

Um belo presente que a ele ofereceu,

Ele então empolgado, um abraço lhe deu.

Valentini descobriu o verso de amor que ele mais gostava.

Bordou-o em um tecido verde - esperança

E logo a ele ofereceu.

Ele já fascinado pelas investidas de Valentini

Um beijo no rosto lhe deu.

Agora, Valentini já convencida do amor correspondido

Bordou em um tecido branco como a neve

duas alianças entrelaçadas e também bordou seus nomes,

E a ele ofereceu.

O jovem então comovido e apaixonado,

Aos carinhos e afagos de Valentini ele logo se rendeu.

Francisco Martins Silva

Uruçuí - PI - Brasil

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.