DESCORTINANDO A SOLIDÃO

3542303253?profile=original

DESCORTINANDO A SOLIDÃO

Chamas crepusculares tingem nosso céu,
enquanto o sol imerge no infinito;
ali vais, sob as folhas viajantes ao léu
nesta janela de doloroso rito!

Com tristes olhos vermelhos orvalhados,
prostro-me às margens deste mar sereno
em contraste com meu ser tumultuado
e percebo, ao longe, o teu aceno!

Alma minha, doce viajante incerto,
descortinas na minha vida a solidão
- nuvem escura e esfumaçante em céu bravio...

Foste luz do sol no meu caminho coberto
pelas flores da tua imensa paixão,
quando minha vida era um rio vazio!

***************

Cida Maia Oliveira

Campo Grande/MS - Brasil

***************


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor origina

(você deve citar a autoria de Cida Maia Oliveira). Você não pode fazer uso comercial desta obra.

Você não pode criar obras derivadas.

 

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.