CONFIDENCES

FÉ I

QUEBRA-PEDRA
Soaroir /2006
3542274022?profile=original

Dias, dias que fé não remove dor
Não supera a solidão da insolução
Não balda a realidade, enfeita
Tampouco ocupa os calhaus
ou a rocha nua.

Ela se cala exata, escondida
Quando recai a receança crua
Sobre a ferida já tão bulida
Que nem o verbo pode expiar
No papel tal sobrecarga
Que a fé tanto embalou
Numa realidade não cabida
Na vida que sobejou.

Eis que emerge da profundez
A descrença nunca acarada
E num momento de sensatez
Vê-se a fé movendo nada.


Soaroir
24/04/06

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

This reply was deleted.