3542363370?profile=original

3542363597?profile=original

A mulher no mundo moderno

De Té

Se por amor meu peito se vergar à escravidão.

Desventurada contenda, será o meu viver .

Amar é entrega de meu coração, esta a razão

Que não é merecedor, de o fazer sofrer

Se por amor, primícias dessa entrega não obter

Triste destino, assim o penso será o meu viver

Quando se ama de corpo e alma, não é para padecer

É comunhão, partilha, assim se espera acontecer

Mas quando se ama, nossos olhos não vem o real

Que se disfarça por detrás da ledice do ser amado

A cegueira do afecto pode não pressagiar o mal

Que não é amor, mas tribulação que lhe é ofertado

Antes morrer e padecer, se esse for meu tétrico fado

Mas fortemente ergo a voz, que me descative dessa tirania

Viver agrilhoada, junto a um hediondo ser amado

É cobardia vergar-se a um jogo de vexame que repudia.

Compete à mulher levantar bem alto sua distinção perante o mundo

Apontar seu valor, fazer-se respeitar, pular barreiras de vexação.

Seu exemplo pode impelir a que outras mulheres fujam ao jugo -

Abjugarem as correntes que a enclausuram e expugnarem essa opressão.

De Té

Etelvina Acosta

12-03-2017

Para o grupo a mulher rumo a mundo moderno

prevalecendo a sabedoria humanista

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • BRONZE BABPEAPAZ

    por tão belo Poema à MULHER...

    Beijos de poesiaaaaaaa

    Chantal Fournet

    3544027929?profile=original

  • 3543996517?profile=original

  • 3543996651?profile=original

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Estimada amiga, poeta e escritora Etelvina Costa,

    Em primeiro lugar, registro minha felicidade ao deparar-me com a tua participação.

    Em seguida, cabe-me destacar a relevância do conteúdo temático, pois somente à mulher cabe desvencilhar-se dos ditames opressores aos quais é submetida. E, finalmente, saliento a beleza dos versos que aqui expões ao nosso olhar.

    Parabéns e Felicidades!

    Beijossssssss

    3543996134?profile=original

    3543996307?profile=original

    • Creio que escrevi o que sinto por uma mulher que se deixa escravizar por amor a um homem imerecido

       escrevo sempre o que sinto de outro modo não sei fazê-lo .  foi um poema soneto que me puxou muito para não invocar demasiado o que uma mulher pode sofrer por ser aviltada no mais sagrado do seu sentimento..  Me honra ser comentada pela Sílvia  cresce dentro de mim aquela segurança que por vezes perco quando escrevo com demasiada força de sentimentos.  . Obrigada querida Sílvia Um beijo meu carinho 3544367059?profile=original.

This reply was deleted.