Fórum Cultural

Criadora-BABPEAPAZ

O ideal do crítico - por Machado de Assis

“A crítica útil e verdadeira será aquela que, em vez de modelar as suas sentenças por um interesse, quer seja o interesse do ódio, quer o da adulação ou da simpatia, procure produzir unicamente os juízos da sua consciência. Ela deve ser sincera, sob pena de ser nula. Não lhe é dado defender nem os seus interesses pessoais, nem os alheios, mas somente a sua convicção, e a sua convicção, deve formar-se tão pura e tão alta, que não sofra a ação das circunstâncias externas. Pouco lhe deve importar as simpatias ou antipatias dos outros; um sorriso complacente, se pode ser recebido e retribuído com outro, não deve determinar, como a espada de Breno, o peso da balança; acima de tudo, dos sorrisos e das desatenções, está o dever de dizer a verdade, e em caso de dúvida, antes calá-la, que negá-la.”

[...]

Se esta reforma, que eu sonho, sem esperanças de uma realização próxima, viesse mudar a situação atual das coisas, que talentos novos! que novos escritos! que estímulos! que ambições! A arte tomaria novos aspectos aos olhos dos estreantes; as leis poéticas, — tão confundidas hoje, e tão caprichosas, — seriam as únicas pelas quais se aferisse o merecimento das produções, — e a literatura alimentada ainda hoje por algum talento corajoso e bem encaminhado, — veria nascer para ela um dia de florescimento e prosperidade. Tudo isso depende da crítica. Que ela apareça, convencida e resoluta, — e a sua obra será a melhor obra dos nossos dias.

(Texto-Fonte: Obra Completa de Machado de Assis, Rio de Janeiro: Nova Aguilar, v. III, 1994. Publicado originalmente no Diário do Rio de Janeiro, 8 out. 1865).

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Top Comentarista

    O grande problema a meu ver, é que o homem tem medo do desconhecido, medo de sair de sua redôma...
    Não são todos que ouvem a voz da sua própria consciência, não é facil, exige muita dose de silêncio e meditação.

  • Poetisa e Escritora

    Maestra, a mi también me gustaría recibir una crítica en la medida que sea objetiva y neutral, sin amiguismos, ni animadversión. Siempre resulta positivo mejorar la calidad de la escritura, eso implica aprendizaje y crecimiento personal. 

    Se, que en algunas oportunidades no respeto las reglas de la literatura elevada, porque mi defecto es siempre escribir lo que siento y eso hace que cometa errores.

    Con mi cariño y mi admiración de siempre

    Besosssssssss

This reply was deleted.