Fórum Cultural

Artista Digital Professora Artista Plástica Poetisa Advogada e Escritora Criadora-BABPEAPAZ

O ideal do crítico - por Machado de Assis

“Não compreendo o crítico sem consciência. A ciência e a consciência, eis as duas condições principais para exercer a crítica. A crítica útil e verdadeira será aquela que, em vez de modelar as suas sentenças por um interesse, quer seja o interesse do ódio, quer o da adulação ou da simpatia, procure produzir unicamente os juízos da sua consciência. Ela deve ser sincera, sob pena de ser nula. Não lhe é dado defender nem os seus interesses pessoais, nem os alheios, mas somente a sua convicção, e a sua convicção, deve formar-se tão pura e tão alta, que não sofra a ação das circunstâncias externas. Pouco lhe deve importar as simpatias ou antipatias dos outros; um sorriso complacente, se pode ser recebido e retribuído com outro, não deve determinar, como a espada de Breno, o peso da balança; acima de tudo, dos sorrisos e das desatenções, está o dever de dizer a verdade, e em caso de dúvida, antes calá-la, que negá-la.”

[...]

"Se esta reforma, que eu sonho, sem esperanças de uma realização próxima, viesse mudar a situação atual das coisas, que talentos novos! que novos escritos! que estímulos! que ambições! A arte tomaria novos aspectos aos olhos dos estreantes; as leis poéticas, — tão confundidas hoje, e tão caprichosas, — seriam as únicas pelas quais se aferisse o merecimento das produções, — e a literatura alimentada ainda hoje por algum talento corajoso e bem encaminhado, — veria nascer para ela um dia de florescimento e prosperidade. Tudo isso depende da crítica. Que ela apareça, convencida e resoluta, — e a sua obra será a melhor obra dos nossos dias."

(Texto-Fonte: Obra Completa de Machado de Assis, Rio de Janeiro: Nova Aguilar, v. III, 1994. Publicado originalmente no Diário do Rio de Janeiro, 8 out. 1865).

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Poetisa

    Bravo! Excelente escolha de texto! Parabéns, Sílvia!

  • Poeta e Escritor

    Concordo com os textos.

    Tenho uma certa ojeriza contra a crítica e críticos.

    A crítica fácil muitas vezes destrói produções sem qualquer noção.Eu diria ao crítico.Faça você.

    Exercer a crítica entende-se que o crítico tem conhecimento de causa.

    Penso que ao criticar deve-se levar em conta o sentimento coletivo e suas convicções.

    Antonio Domingos

  • Poeta e Escritor

  • Advogado e Escritor

    Assim mesmo!  Não se comete gratuidade na Arte, ela é imediatamente  repudiada pelos que conhecem a forma como é expressada.  Literatura, artes plásticas, teatro e outras formas de expressão humana não comportam mentiras.  Os falsários não vivem muito tempo.  Esta verdade é válida tanto para a Arte, como para a Vida.  A situação atual brasileira tem mostrado isso.

    Segura a sua apreciação, Silvia Mota. Parabéns. 

  • Poetisa e Escritora

    Maavilha de texto, Machado de Assis é o meu escritor preferido,desde criança.

    A meu ver, a crítica é muito saudável, eu sempre peço para que me critiquem.Tenho convicção que eu sou a mais crítica comigo mesma...

     

  • Top Comentarista

    O grande problema a meu ver, é que o homem tem medo do desconhecido, medo de sair de sua redôma...
    Não são todos que ouvem a voz da sua própria consciência, não é facil, exige muita dose de silêncio e meditação.

This reply was deleted.