PRATA BABPEAPAZ

Vidas

 

3843323852?profile=RESIZE_710x

Podem imolar,apedrejar,

Não sou mártir apenas

quem tirou o véu e disse não.

Viajo no tempo a séculos,

Sou mito transfigurado em

pecado eterno.

Walquiria com seu cavalo alado

Recolhendo despojos de guerreiros.

Medusa presa  e desfigurada

Com a maldição no olhar.

Fui queimada como feiticeira

Castrada em meus desejos

Guerreira,

Santa,

Madalena,

A que invoca nos santuários frios

À sombra das velas.

Que blasfema nas ruas

Consumida na escravidão da noite.

Tigresa de garras afiadas.

Santarrona dos confessionários.

Beata enclausurada em desejos.

A face oculta do mistério.

O único mortal que dá à luz

Ou escuridão

 

SOU...mulher.....

 

Marcia Portella_Go

(24/02/2014)

Imagem_Rassouli_Mins

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • PRATA BABPEAPAZ

    Querida poetisa, Parabéns!

    Com perfeição poetisas vários aspectos que fazem parte das vidas das  mulheres,  transcritos na mitologia e vividos no tempo: 

    ""Viajo no tempo ha séculos,

    Sou mito transfigurado em

    pecado eterno.""

     

    Real e lindo poema, Márcia.

    Beijos,

    Arlete.

    • PRATA BABPEAPAZ

      Arlete sou grata por sua presença nesse espaço.Tenho saudade do Peapaz onde os escritores mantiam  aproximação mesmo que virtual.Aprendímos tanto uns com os outros lendo e trocando comentários.Éramos uma grande família incentivadora.Te abraço

This reply was deleted.