Mensagens de Blog

Advogado e Escritor

Velejando

                                       Velejando

 

            Dois sentados, tomando chopes em bar famoso e requintado, bebida de alta qualidade, inclusive a bière à la pression, panorama marítimo.

            O Soling, uma classe privilegiada de veleiros, estava em discussão. Alguns, nunca se sabe o motivo exato, eliminaram o mais sofisticado barco a vela da competição olímpica. Interesse? Monetário, naturalmente, dando ligar outra vez ao antiquado, feio e deficiente Star, barco que quebra o mastro facilmente, nada marinheiro e sem o uso da vela balão, aquela que fica inflada quando o vento é de popa e dá muita velocidade ao barco.

            .— Lindo, não? Ainda não entendi o motivo de retirarem da classe olímpica.

            .— Não? Safadeza destes organizadores. Ou você vai me dizer que não sabe que mesmo nos esportes a sacanagem come?

            .— Não, eu sei, eu sempre soube. Mas até onde a baixaria pode chegar?

            .— Até o homem chega.

            Uma verdade. Sob todos os aspectos. A cada dia que passa, a qualidade moral e ética decresce. Estamos descendo muito. Estamos descendo demais. Isso para? Ninguém sabe. Falta de saúde, falta de educação, falta de conhecimento, falta de tudo, como pode? A sociedade mundial caminha uma trilha escura, pedregosa, perigosa. E ninguém se dá conta que o abismo pode estar mais próximo do que a Astronomia espera, cinco bilhões de anos para o Sol gastar todo o seu combustível e causar o fim dele mesmo e do seu sistema.

            Ora, o tempo é distante, ninguém estará vivo para sofrer e testemunhar. E quem estiver? O calor será insuportável, até secar terras, mares, rios. Seria este o Apocalipse, narrado por São João? Pode ser sim, mas quem garante que está tão distante?

            O Soling continuou navegando tranquilamente. O chope continuava maravilhoso, a morena da mesa ao lado cruzara as pernas, o short era mesmo short, curto, as fritas com pequenos torresmos estavam cada vez melhores e o dia seguinte seria sábado!

            Todo o prazer renovado mais uma vez!

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • Poetisa e Escritora

    Muito bom como sempre.

    Nos faz pensar...

    Beinos

  • Bom BABPEAPAZ

    1245775477?profile=RESIZE_710x

  • Excelente BABPEAPAZ

    Continuemos a velejar. Sempre com esperança e contribuindo com o que for possível.

  • Muito boa BABPEAPAZ

    Querido Jorge, despertas no leitor uma requintada reflexão a respeito do mundo no qual vivemos. Destacas a beleza natural e a pobreza social, ao mesmo tempo. Tudo poderá acabar e tudo poderá piorar... Por outro lado, tudo poderá melhorar, a depender da concessão de um mínimo existencial (direito fundamental) através do Poder Público, sem o qual cessa a possibilidade de sobrevivência do ser humano e desaparecem as condições de Liberdade que conquistou através dos tempos. Em paralelo, a concretização do princípio da dignidade humana também dependerá de cada cidadão, ao qual se impõe a observação dos princípios éticos e morais, o respeito ao meio ambiente e que desafie as adversidades com honra e galhardia. Esperemos o melhor, para que "Todo o prazer [seja] renovado mais uma vez!"

    Parabéns, meu amigo!

    Beijosssssssssssssss

    • Advogado e Escritor

      Também penso como você, mas seria incapaz de comentar este texto curto.  Escrevo, mas não sei comentar. Obrigado, grande beijo, querida Silvia.

This reply was deleted.