Mensagens de Blog

TEMPO

Entrelaça o vento
meus cabelos
numa trança ouro
fio a fio, tecendo o tempo.

Há o tempo de brincar
com as palavras
As mãos pousadas em silêncio
fiam a ponte do poema

Posso escrever sobre grandes
ou coisas banais
das pessoas que por mim passam
sobre tudo ou nada

Espero mais um pouco
na minha mão repousa o poema/pássaro
que ao menor ruído levanta voo.

 

Lin Quintino

Enviar-me um email quando as pessoas comentarem –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.