SINTO-ME SEM AMOR

Secarei meus olhos

Junto ao teu sorriso,

Sentindo-me num paraíso,

Dando-te todo o amor.

 

Sei que vai ser triste

Quando chegar o momento

De você partir e dizer adeus,

Pois eu vou sempre

Lembrar-se do teu olhar

E vou sentir saudade

Dos teus sábios sedentos

De a mor e da tua mão.

 

Certamente sei que vou sentir

Saudade daquela atenção

Que você sempre me dava.

 

Vou sentir cansaço sem

Este teu abraço que me

Esquentava nas noites frias.

 

Estarei agora sozinho

Como a lua que brilha

Nas noites escuras a

Iluminar sempre a tua espera.

 

E quando sentires amor

Um pouco que seja de saudade

De mim olhes para o céu

E ao ver a lua prateada brilhando

Pense com muita calma

E saberás que de lá estarei

A te observar com os olhos

Cheios de lágrimas pelo

Nosso amor que se acabou.

 

Comendador Marcus Rios

Poeta Iunense - Acadêmico -

Membro Efetivo da Academia Iunense de Letras (AIL)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas