Mensagens de Blog

Ser ou não ser vereadora

 

Ser ou não ser vereadora

 

3650300938?profile=RESIZE_710xVereadora Marielle Franco - In memoriam.

 

 


Recebi uma proposta de um colega para ser candidata em 2020, como vereadora da maior cidade do país, São Paulo.
Mas, nada claro ainda. Temo por vidas, não só minha, como de minha família.
Sim, quem quer bem trabalhar, é colocado em segundo, terceiro lugar, e muitos podem matar, como ocorreu no Rio de Janeiro, com a Vereadora Mairelle Franco.
Se eu adentrar nesse mundo político, não nego que irei lutar sobre a questão da Educação, melhoria para os docentes, funcionários e principalmente nossos alunos. Outro ponto é a questão ambiental, lembrar que no meio ambiente sujo, poluído e perturbador como os “lixos” que jogamos pelas ruas, a falta de reciclagem, e a questão sustentabilidade, é um patamar que visa melhorar a saúde a questão respiratória e enfim, lutarei muito pela questão da família, bem sei que temos que respeitar as famílias formadas de um tempo para cá, mas e a família nucleada, sem violência, sem autoritarismo ou machismo, sem homens ofenderem suas esposas ou companheiras.
Lutar por essas razões, sem contar do fator inclusão, sim e da velhice, ... são tantos patamares políticos, e eu mesmo me critico, será que tenho realmente capacidade de ver a injustiça e ficar quieta?
Fica difícil aceitar. Tenho muitas propostas para dar, a iniciar que o jovem pode sim começar a trabalhar com 14 anos, e estudar. Pois, ficar atoa é que não dá.
O meu colega, me propôs ir em frente, sair já como pré-candidata, mas fico eu preocupada, já que não tenho uma saúde completa.
Fica difícil, seguir também as propostas do partido, no qual o PSOL, pois eu tenho minhas neuras, meus pré-conceitos e estou tentando lidar com isso.
Por isso, peço desculpas se eu não aceitar, pois há mais do que minha vida em jogo, há outras que precisam dos meus cuidados.
E, eu sinceramente não iria aceitar um dinheirão, e ver meus colegas professores e outros, muitas vezes sem ter o que comer.
Devemos sim, mudar logo a questão salarial de nossos governantes, das pessoas que elegemos, não há necessidade de auxílio gravata, paletó, ou moradia, há sim a necessidade de investirmos no País, principalmente na Educação, Saúde, Segurança e Meio Ambiente.
Então deixo aqui minha renúncia ao Psol, e peço a Deus, que nos ajude em 2020 a elegermos pessoas mais sensatas e perspicazes para o futuro de nossa Cidade, de Nosso País.
Tereza Cristina G M Castro, presente!
São Paulo, 7 de outubro de 2019.

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • OURO BABPEAPAZ

    Complicado demais.

    A ciência política é muito bonita, mas não a temos.

    Temos interesses próprios e uma politicagem suja e vergonhosa.

  • Prezada Tereza Cristina,

    Bom, você aqui, mostrar suas preocupações com partes de segmentos da sociedade.

    Ser político é usar abusivamente de retóricas,e,sem exceções, visar o chamamos de Interesses Próprios.

    Na câmara dos Senadores e Deputados Federais,são poucos os políticos chamados Líderes de partido os quais conseguem benesses do partido e do Governo.

    Muitos politicos , diria a maioria,jamais impaclarão um projeto.

    Veja bem: O PSL recebe por mes uma verba de R$ 9.000.000,00 da tal verba do fundo partidário.Um acinte ao bom senso.

    O povo brasileiro em sua maioria sabe votar, o maior problema é que não candidatos à altura da nação brasileira e aqui excetuamos aqueles poucos que por ignorância e analfabetismo político ainda vendem os seus votos!!!

    É uma decisão complicada, mas com certeza irás tomar a melhor decisão.

    Quanto aos riscos de sua vida, um sentimento pessoal que repeitamos, mas,creio que não seja o maior problema

    Abraços,Antonio

This reply was deleted.