DIAMANTE BABPEAPAZ

SENHORA DE QUARENTA

 

SENHORA DE QUARENTA

 

 

Ah, senhora...

Tua oculta prata apenas responde

sobre os desejos ainda tão presentes

Da mulher/juventude sobre essa ponte

 

No expresso tempo que te reverencia

Não permitas furtar a idade

Intensas, são sempre as emoções

sem que percas tua identidade.

 

Que importam as marcas da vida,

se és Senhora de toda tua existência?

Num sacio onde à beleza,

faz dispensa diante de tuas experiências.

 

És Senhora de todas as Senhoras

Das quatro décadas que enfrenta

Perdida dos viços da juventude
Porém dotada

Dos encantos de todos os teus quarenta.

 

Mônica Pamplona.

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.