SABE AMOR

Sabe amor,

Eu não queria para mim

Somente este teu sorriso

Que você sempre me dá,

Este sorriso que brilha longe,

Junto ao pé da montanha,

Nesta calçada que passo,

Na rua que se movimenta,

Na varanda de minha casa

A sorver os mais lindos

Pensamentos de amor.

 

Este sorriso que a tudo clareia

Junto ao infinito e apenas

Ilumina este mundo sem amor.

 

Sabe amor,

Teu sorriso é brilhante

Em cada estrela que vejo,

Nas minhas noites de insônia,

Junto a tua beleza,

A tua meiguice,

E a tua voz isto já é tudo

Para mim meu amor.

 

Sabe amor,

Mas eu como que querendo

Muito penso que é pouco

Eu não sei por que,

Mas eu penso que é pouco.

 

Sabe amor,

Eu não queria para mim

Somente este teu olhar

Que você me dá,

Este olhar que brilha

No horizonte e clareia

Cada canto escuro de

Minha vida sofrida por amor.

 

Sabe amor,

Eu queria este teu sorriso

Que ilumina o meu mundo,

O nosso mundo que vivemos,

Que brilha nas estrelas,

Nas minhas noites escuras

E paira no meu peito

Junto ao meu coração

Que teima em soluçar.

 

Sabe amor,

Eu quero ver neste instante

Os teus cabelos soltos

Junto ao vento que sopra,

O seu sorriso cheio de graça,

Teus olhos lindos a me

Observar junto ao teu perfume

Que me enlouquece e faz

Com que eu sonhe sempre

Com você meu amor.

 

Sabe amor,

Vejo-me agora neste instante

Calado, mudo, parado,

Sinto-me que sou apenas

Uma estátua que não mexe,

Pois não podendo ter você

Ao meu lado sinto novamente

Que a tristeza toma conta

De minha vida mas de uma coisa

Eu sei que você estará sempre

Junto ao meu pensamento

E guardada sempre dentro

Deste coração que te ama.

 

Comendador Marcus Rios

Poeta Iunense - Acadêmico -

Membro Efetivo da Academia Iunense de Letras (AIL)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas