Mensagens de Blog

QUAL MEU NOME

QUAL MEU NOME

 

Troquei pelo céu estrelado

por sinais de tempestade

que em mim às vezes cantam

uma canção de amor.

Outras posso me chamar

de poetisa do amor

não existo sem cantar meus contos

meu sorriso reflete

cada vez que escrevo o amor

águas cristalinas refletem

o que sinto quando canto

é suave e sereno como...

O riacho cristalino.

 

MENDUIÑA

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.