Mensagens de Blog

Poetisa e Escritora

PONTOS DE INTERROGAÇÃO

 

 

 

 

 

 

São pontos de interrogação...

 

Escreveste há dias num livro, que me ofereceste.

Que eu fui a estrela fulgurante, do teu firmamento.

Nessas sinceras palavras de emoção, te envolveste.

Deixaste teu coração, dizer a verdade, nesse momento.

 

Falas-te da lua cheia, desejo cioso que te adveio.

Quando minhas fotos olhaste, e te embeveceste.

Estavas a lembrar a linda menina, que foi teu enlevo.

Flor do prado, que tiveste à mão, e não colheste.

 

Mas não te culpo, pelo que nesse tempo ocorreu.

E, dou-lhe a suavidade do veludo, por delicadeza.

Já não repousa em mim, essa mágoa desvaneceu.

Mas tinha invadido minha vida, e toda a excelência.

 

Não deixei de viver, por esse amor contrafeito.

Ouvindo lânguida,trovas de amor sob o meu varandim.

Rodopiei em salões de festas, sentindo no meu peito.

Mãos de desejo em sinceros convites, me engrandeci.

 

Mas minha alma não te negava, estava prisioneira.

Mistério insondável me incendiara, que nunca entendera.

Bastou tua voz ouvir, e teus olhos minha cegueira.

Brotaram em avalanche, o que tantos anos escondera.

 

Sem sentido ruborizava, quando me olhava ao espelho.

Não ligues, são penas, que a vida me tornou magoada.

Mas o manto do tempo, tudo abafa, e não se vê nada.

Era tão menina,e entristeci naquele vazio, calada.

 

Em versos deixo meu canto, esta paixão sossegada.

Abraço-te, adormeces no meu peito.

Pela alvorada acordo.

 

Foi sonho transfigurado.

 

De Té (Etelvina Acosta)

Concebido a 04~09~09

Postado no Recanto das letras na mesma data.

Postado em Peapaz a 17-11 -2016

Com correcções e alterações ao original da mesma autora.

 

 

 

 

..510,515

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –
Poetisa e Escritora

Imagem de belas artes belas dar os creditos a quem pertence a criação da imagem

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.