Mensagens de Blog

Poetas não morrem...

 
Poetas não Morrem...(ofereço essa poesia ao poeta e amigo NÔMADE)
 
Como matar o poeta
que vive em mim?
Desenho versos
com a minha alegria 
e até com a minha dor
Faço poesias, sim... 
Mostro a todos,
com tintas fortes e indeléveis,
os espinhos e as rosas do meu jardim. 
 
 Como matar o poeta
que vive em mim?
Não me importa o mundo,
nem a opinião de toda a gente!
Nada sabem sobre minhas dores,
e não conhecem meus prazeres.
 
Pois nunca escrevo para eles,
nem quando estou triste,
nem quando contente...!
 
Tenho o meu jeito próprio de chorar.....
E de rir, às vezes, por que não?
Esse jeito não me deixa viver só,
e me permite sonhar...
Por isso,nâo posso morrer,
não ainda...
pois preciso poetar!

 

Ciducha Seefelder

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • TOP BABPEAPAZ

    Felicito o poeta Nômade por ser merecedor de homenagem tão singela, tendo como pano de fundo a tradicional canção "Fascination".  Bravo,  Ciducha!

    • Obrigada por nós,querido poeta e amigo Jorge...Também já lhe dediquei uns versinhos ,um pouco fora do comum (para mim),mas enviei ...!

      Beijosssssssssssssss

       

  • BRONZE BABPEAPAZ

    541363048?profile=RESIZE_710x

    • Obrigada Elias Antonio pela leitura

      Beijosssssssssss

  • OURO BABPEAPAZ

    LINDÍSSIMO Ciducha, Bela Artista das Letras!

    • Obrigada pelko carinho de szempre,bela Margarida

      Meu beijo carinhoso541479761?profile=RESIZE_710x

  • Esta é a Ciducha!... Poetisa que escreve páginas poéticas que até o tal do Amor, não consegue articular palavras para adjetivar cada verso deitado, pelas suas penas amorosas... Pelos emails que recebemos a cada postagem, li o título mas acessei para ler o conteúdo... Simplesmente por causa do título... Então, resolvi que faria o meu comentário mais tarde ou no dia seguinte... E o ontem passou e o hoje chegou... E fui procurar em alguns rabiscos meus, algumas linhas que tinha escrito faz algum tempo, e encontrei, e resolvi dar continuidade, e se fosse possível, finalizaria a página... E foi assim que consegui concluir a versada e postei (algumas horas passadas). E decidi fazer visitas aos amigos e amigas das letras, quando o alerta dos emails sonorizou... E lá estava a nossa amiga RONILDA, convidando-me a vir até aqui... E aqui estou para agradecer tão honrosa homenagem, magnífica CIDUCHA!... E como você está sentindo, estou dando voltas porque não gosto de me deixar levar por emoções afeitas para pessoas comuns... E você bem sabe, CIDUCHA, que poetas não pertencem a esse núcleo de simples pessoas... POETAS SÃO PESSOAS INCOMUNS, e não lhes são permitidos reagirem às emoções, tanto fortes, quanto indeléveis... Assim, como se fossem as plumagens que se desgarram dos filhotes das águias, e ao sabor dos ventos, plainam... Um beijo carinhoso no seu coração, poetisa CIDUCHA...

    • Affffffffff,até que enfim o poeta deu o ar da graça rsrsrs.

      Obrigada,poeta Nômade, mas discordo de voce...sou uma pessoa "simples" e me permito todas as emoções quando elas se fazem necessarias.Não me considero "incomum" quando poeta.Sou intensa e verdadeira...tanto ,que as vezes sou mal interpretada. É isso.

      Meu beijo de sempre(poeticamente,é claro)

      .

       

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Que bela homenagem... e merecida! Sensível e emocionante. Parabéns! Beijossssssssssss

    • Obrigada Silvia querida pelo carinho...só o poeta homenageado não viu rsrs

      Beijosssssssss

This reply was deleted.