Mensagens de Blog

PINTASSILGO NA GAIOLA

3541214058?profile=RESIZE_710xDEDICADO À MINHA NETA BIANCA

 

Nem voava ainda,

Pequenina em sua fragilidade

Olhinhos desconfiados

Fitavam-me na distância.

Ela fora,

Eu dentro da gaiola.

 

E como aurora

Que a luz desnuda aos poucos

O que a noite encobriu

Chegou-se devagar

Sem pressa e sem forçar

A prisão-gaiola então se abriu...

 

E, eu, pintassilgo de longas penas

Inerte de plácido torpor

Paralisado de amor,

Fui o pássaro que não fugiu...

 

GONÇALVES, N. C. BABPEAPAZ, 06/09/2029

Imagem: Google

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.