Mensagens de Blog

Poetisa e Escritora

PARTIDA SILENCIOSA

 

 

 

 

 

 

 

Partida silenciosa

De Té

 

Porque choras alma

Formoso lírio, de campos floridos

Quem te arrojou, para o escavo escuro

Te converteu amargurada, e emudecida

Quem te dispôs, assim tão ferida

Nessa amargura espinhosa

Quem te ofuscou, a luz da alegria

Quem te arrebatou a imaginação

Quem te desgarrou do amor

E te pôs no trilho da dor

Força amarga e impiedosa

Desfez prazer voluptuoso e feliz

Tornou-te treva que voeja

pelas sombras negras da tristeza

Atormentada e deserta

Quem foi a alma que te abnegou

Teu corpo lindo, teu rosto belo, tua alma serena

E esses véus tristonho te encobrem.

Dos sonhos dos desejos dos ideais

Desse sorrir dessa fé, dessa esperança

descomprime essa dor silenciosa.

Abre teu coração vê como o sol brilha

Olha o céu no seu manto de veludo

Os pássaros chamando a primavera

O prado verdejante num floreado de mil cores

As fontes refrescante,os rios que correm apressados

Vão alegres cantantes enamorados

Porque caminhas nas sombras negras da tristeza?

Ah! não façam conjecturas de mim.

Perdi-me do caminho e regresso ao meu deserto.

É lá onde me vou encontrar...

É lá onde está o meu lugar...

Por aqui perdi meu sonho e minha paz

E levo o meu bem, e o meu mal, que em mim se perdem.

Perdi-me de mim … volto ao lugar donde sai

E se choro é porque ainda sou capaz.

Parto e deixo alguma coisa que ainda me fez sorrir

Meus versos que não saberás compreender

 

De Té

Etelvina Costa

06-05-2017

 

180,516

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –
Poetisa e Escritora

Imagem de belas artes belas dar os creditos a quem pertence a criação da imagem

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.