TOP BABPEAPAZ

O fascínio da beleza feminina

3854794817?profile=RESIZE_710x

 

                                   O fascínio da beleza feminina

 

            Nunca saiu do assunto mundial, tanto dos homens, como das mulheres. São fascinantes mesmo.  Eva teria sido amaldiçoada por conquistar o homem. Tantas Evas...

            As artes sempre registraram a beleza da mulher, desde os primórdios do Mundo.  Continuam registrando até hoje, quando elas mudaram um pouco.  As formas eram arredondadas, os músculos nada proeminentes, tatuagens nem pensar, e não existiam cadeiras no Legislativo, que nem mesmo existia.

            Mudou? Mudou sim.  O corpo da mulher, antes sagrado, tornou-se vulgar.  Antes dono de belas formas, aparentemente macias, ganhou músculos proeminentes, graças aos trabalhos feitos nas “academias de ginástica”.

            Sou um reacionário.  Mulher bonita deve ter corpo limpo de tatuagens, músculos proeminentes, ombros fortes como se fosse lutadora de boxe. Nada disso.  Não sou, de forma alguma, partidário da mater família, mas igualmente não posso admitir a vulgarização da mulher.

            Sou homem, sou filho, tenho esposa, ou seja, por mais que tenha convivido, como convivo com homens, a mulher sempre esteve junto ao meu ser.  Ao meu e o de todos.

            Mas entendo que hoje a coisa exagerou.  Vale a mulher ‘marombada’, a que segue rigorosamente as regras de coxas grossas, bunda arrebitada, cintura fina e olhar insinuante.  Ora, esta não é a mulher, é apenas uma regra da moda, que absolutamente está incluída na sociedade lícita atual.

            Ser como a Paolla Oliveira, que ilustra este postagem?  Sim, ela é linda!  Mas é uma artista, que ninguém se esqueça disso. Uma mulher!

           

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • TOP BABPEAPAZ

    Beijo, querida Marcia Portella;  Obigado!

  • PRATA BABPEAPAZ

    Querido Jorge,estive em seu blog.Confirmo que sua  crônica  enfoca de maneira simples a mudança, nem um pouco atraente, da mulher atual.Bjus

  • Gostei de ler o seu texto, Jorge Cortás Sader Filho, e concordo consigo, efetivamente o corpo de mulher de coxas grossas, bunda arrebitada e cintura fina não é elegante e nunca será belo. Mas, a moda é volátil, passageira, e o conceito da verdadeira mulher elegante tal como o  exemplo da imagem apresentada na estampa voltará a ser preferida pelos amantes das agora  coxas grossas e bunda arrebitada  e as  mulheres como a Paolla Oliveira nunca deixarão de ser elegantes e belas no verdadeiro conceito de beleza feminina.

    Parabéns pela originalidade do tema abordado!

    ZCH

     

    • TOP BABPEAPAZ

      Obrigado pela resposta, Zélia.  Meu intento ao escrever esta crônica foi exatamente este. Beijo. 

This reply was deleted.