Mensagens de Blog

O DeVir adVir...

bisAvoetbisNeto9o9x64ogaDs.jpg?width=660***
O Devir Ad Vir
*
Na cama do quarto de um Hospital se via
o Avô do Pai terreno que ainda convalescia
e que com o corpo, mente e Espírito sorria.
*
Deitado ao seu lado, o Neto do Filho estava,
com o olhar inquieto ao Avô do Pai olhava
enquanto este sorrindo - feliz o acalentava.
*
Invisíveis - aos olhos dos incrédulos Humanos -
seus Anjos Guardiões, eram do fundo os panos,
com suas luminescências de lindos azuis cianos
*
O Neto do Filho - perscrutava atento o seu devir -
talvez pressentindo que o Avô do Pai devia partir
pois a sua missão já houvera por bem em cumprir
*
Lá do Alto O PAI o aliviara a dor do sofrimento
e esperava a sua chegada a qualquer momento
pois já lhe reservara bem perto a Si um assento.
*
Que não haja tristeza em Ti - Oh Semelhante -
pois se enfeita no céu o Paradisíaco Horizonte!
*
Avelar, JC - gaDs!
 

ZF

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.